Capítulo 8 - Revoluções Solares e Lunares - amostragem


Seu Livro de Vida

Quase tudo o que você quer saber
 sobre Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Em 22 Capítulos/Volumes
© 2008 Janine Milward




Capítulo 8


Revoluções
Solares e Lunares

Janine Milward


Editora Estrela do Belém





SEU LIVRO DE VIDA


AMOSTRAGEM DO CAPÍTULO 8
Revoluções Solares e Revoluções Lunares

Trazendo a descrição completa dos Temas a serem abordados
E alguns trechos dos vários textos apresentados

Temas a serem abordados no Capítulo 8 original


Dois Dedos de Prosa, caro Amigo das Estrelas!

Apresentação da Obra
Seu Livro de Vida
Sobre Seu Livro de Vida
e sobre O Risco do Bordado,
o mapa astral natal,
e sobre os demais mapas coadjuvantes
Sobre o Encadeamento dos Temas
ao longo dos 22 Capítulos/Volumes de Seu Livro de Vida
Síntese dos 22 Capítulos


PRIMEIRA PARTE

O que são as Revoluções Solares e Lunares
Sobre as chamadas Previsões:  Trânsitos dos Luminares e dos Planetas rápidos e lentos e as Revoluções Solares e Lunares
14 Questões Interessantes/Conselhos Úteis a serem percebidos em relação às Revoluções Solares e Lunares


SEGUNDA PARTE

As Revoluções Solares
O posicionamento dos Planetas mais Lentos dentro da Revolução Solar
Alguns poucos conceitos a respeito do posicionamento do Ascendente dentro do mapa da Revolução Solar e outras definições
Alguns Conceitos sobre o Posicionamento do Sol dentro do mapa da Revolução Solar
O Sol em Andamento através os mapas da Revolução Solar e do Risco do Bordado, o mapa astral natal
Mais Informações sobre o Andamento do Sol

As Revoluções Lunares
Alguns Conceitos sobre o posicionamento da Lua dentro do mapa da Revolução Solar
A Lua em Andamento através os mapas da Revolução Lunar e do Risco do Bordado, o mapa astral natal

Síntese sobre as Revoluções Solares e as Revoluções Lunares
A Fusão dos Andamentos do Sol e da Lua


TERCEIRA PARTE

Alguns Exemplos Práticos
 extraídos de trabalhos para Caminhantes/Alunos/Amigos



Revoluções Solares e Revoluções Lunares


Algumas Palavras sobre o Capítulo 8:

Vimos no Capítulo anterior, o Capítulo 7, a pedra fundamental a respeito dos Temas que serão apresentados no Segundo Tomo, Desenvolvendo Seu Livro de Vida: falávamos sobre os Trânsitos.

Ao longo do Segundo Tomo - entre os Capítulos 7 e 17 -, estaremos abordando os Trânsitos acontecendo para os Planetas mais Lentos e Enfáticos bem como o Trem da Vida, os Nódulos Lunares, perfazendo seus Ciclos ou Retornos e bem demonstrando suas ações fundamentalizantes dentro dos vários Ciclos de nossa vida!

No entanto, neste Capítulo 8 - ora sendo estudado -, estaremos abordando os Retornos do Sol e da Lua, de nosso Sublime Yang e de nosso Sublime Yin, dentro de nossa Mandala Astrológica: o Sol realizando essa façanha ao longo do período de um ano e a Lua, ao longo de quase um mês.  São as chamadas Revoluções Solares e Lunares.

Sempre as Revoluções Solares nos apresentam algumas novas formas de vivenciarmos nosso Risco do Bordado, nosso mapa astral natal, para o período de um ano.  Sempre as Revoluções Lunares nos apresentam, da mesma forma, essas transformações, para o período de um mês.  Existem anos ou meses em que essas  transformações acontecem de forma intensa, nos marcando para o resto de nossas vidas; existem outros anos ou meses em que estas transformações mal são sentidas ou percebidas.  No entanto, para o Amigo das Estrelas é sempre importante bem saber realizar e compreender as várias situações voltadas para o acolhimento das informações tantas que podem ser advindas das Revoluções Solares e Lunares.

Gostaria de dar um pequeno conselho ao amigo das estrelas, acerca os Trânsitos estudados no Capítulo anterior e acerca as Revoluções Solares e Lunares ora sendo estudados, no Capítulo 8 - enfim, acerca as Previsões:  é bem difícil atuarmos essas questões todas acerca nós mesmos!  É sempre bem mais confiável que façamos as Previsões para nossos Caminhantes que chegam até nós do que para nós mesmos ou para nossa família ou para nossos amigos mais chegados.  E por que digo isso?  Porque o Desejo se interpõe entre as Previsões propriamente ditas podendo ser extraídas do Baile dos Arquétipos que se colocam diante de nós!  É certo que também o Desejo pode existir em relação aos nossos clientes, os Caminhantes, porém de maneira mais branda, tornando nossas Previsões mais confiáveis, eu diria. 

Portanto, meu pequeno conselho ao caro amigo das estrelas é o de preparar os mapas de Revolução Solar ou de Revoluções Lunares, sim, e considerar os Trânsitos ao longo do Risco do Bordado seu, sim, por que não?, porém tentando manter um certo distanciamento do seu Desejo próprio e tendo a boa perseverança e a boa paciência de ir deixando o tempo passar e as situações irem acontecendo de forma que possa, num só-depois, melhor compreender sobre o que o Baile dos Arquétipos e seus Trânsitos estariam querendo lhe dizer!

Bons Estudos!



ALGUNS TRECHOS EXTRAÍDOS DO CAPÍTULO 8:

O que são as Revoluções Solares e Lunares

O Retorno do Sol, ou a chamada Revolução Solar, é o mapa que se forma no momento exato em que o Sol novamente beije o grau do Sol original do mapa natal, em seus minutos e segundos corretos. Isso acontece todos os anos, em nosso aniversário.

Da mesma forma, assim é o Retorno da Lua, ou a chamada Revolução Lunar, quando esta retorna, todos os meses, ao seu posicionamento original, em nosso Risco do Bordado.

Forma-se, daí, um novo Mapa orientador para o ano a ser vivenciado pelo Caminhante neste momento presente, certamente - em termos da Revolução Solar.  Também esse mapa é sobreposto ao mapa natal - em sinastria - a fim de melhor compreendermos as intenções de realização do Caminhante para esta temporada.

Portanto, poderemos ir acompanhando o andamento do Sol, passo a passo, através dos Signos e das Casas Astrológicas da Mandala, e certamente sempre que o Sol formar o mesmo grau do nascimento - em grau, minutos e segundos - de cada Signo, irão acontecendo os vários Aspectos e ao mesmo tempo, abrindo novos mapas para o curto período (trinta dias cobrindo trinta graus de cada Signo) daquela passagem.

Ao mesmo tempo, esses onze novos mapas (ao longo dos onze Signos restantes além do signo solar)  do andamento do Sol ao longo da Mandala Astrológica encontrando-se com seu grau original e abrindo novas perspectivas de vivência naqueles períodos, poderão ser inter-relacionados tanto em relação ao mapa natal astral, o Risco do Bordado, como também em relação ao próprio mapa da revolução solar em andamento.

E é certo que também a cada mês nos encontraremos com os Retornos da Lua ao seu grau original de signo, em graus e minutos - é a chamada Revolução Lunar -, que também nos proverá com novas informações a partir dos novos mapas que também vão sendo abertos e realinhados e interagidos com os mapas mensais do andamento do Sol bem como com a própria revolução solar em curso e é certo, com o mapa natal astral, o Risco do Bordado.

E em termos de Revolução Lunar também poderemos ir abrindo mapas para o encontro da Lua com seu grau original dentro dos outros onze Signos do Zodíaco ao longo do seu percurso do mês lunar, formando assim, praticamente a cada dois dias, novos mapas novamente podendo ser interligados ao mapa lunar mensal e aos demais mapas acima mencionados em termos do andamento do Sol!

Não podemos nos esquecer que o arquétipo mais importante em nosso mapa astral natal, nosso Risco do Bordado, é nosso Sol - nosso pedacinho do Tao da Criação, manifestado através um Signo, nessa nossa encarnação de aqui e agora.  Nosso Sol é, portanto, considerado como nosso Espírito, nossa Luz maior, nosso Sublime Yang.

E em seguimento, temos também a importância da Lua em nosso mapa astral natal, nosso Risco do Bordado.  É a Lua que acaba trazendo consigo - sempre, em todas as encarnações - nosso pedacinho do Tao da Criação, nosso Espírito manifestado pelo signo do Sol, nosso Sublime Yang, nosso doador maior de Vida.  Portanto, nossa Lua é considerada como nossa Alma - aquela que adentra nosso corpo físico, lhe trazendo a forma da vida e a doação da própria vida  -  através de sua ação formativa e acumulativa de memórias de encarnações vivenciadas anteriormente e através do pedacinho do Tao da Criação imajado por nosso Sol em seu signo.  Sendo assim, podemos dizer que a Lua é nosso Sublime Yin, nossa Não-Luz, aquela que reflete a luz do nosso Sol.

Nossa Lua - por ser a integradora da forma de vida dentro do corpo físico - traz consigo toda uma bagagem de memórias de vivências anteriores e sucessivas.  Por isso mesmo, nossa Lua acaba sendo atuada como ação orientada de forma mais inconsciente e emocional.  Ao mesmo tempo, é ela que reflete para nós a luz do nosso Sol, no signo onde este se encontra hoje.  Portanto, a Lua é um verdadeiro museu de memórias de vivências anteriores - bem como dessa vida em termos dessas memórias indo sendo acumuladas e vivenciadas de forma mais emotiva - e ao mesmo tempo, a refletora do Sol dessa nossa vida de aqui-e-agora.

Portanto, dentro do Retorno da Lua, vivenciado por nós mensalmente dentro do chamado mês lunar - em nossa Revolução Lunar - inauguramos um novo mapa vivenciador das questões acima comentadas, não somente em termos de nosso Sol natal e de seu signo como também em termos do signo por onde o Sol estará transitando naquele momento, dentro dos demais onze signos do Zodíaco por onde o Sol estará passando e realizando novos mapas, formando seus Aspectos, quando vai se deparando com o mesmo grau e minuto e segundo do Sol do nascimento, em signos diferenciados, é claro.


A Fusão dos Andamentos do Sol e da Lua

Se unirmos, a cada mês, os mapas formados pelo Andamento do Sol a partir do Retorno do Sol ou Revolução Solar, aos mapas formados pelos doze Retornos da Lua, as Revoluções Lunares, certamente encontraremos uma verdadeira profusão de informações sobre nossa vida e sobre nossa condução da mesma.

Nem sempre é muito fácil identificarmos qual mapa haverá de nos trazer eventos apenas dentro de suas subjetividades ou eventos dentro de suas objetividades sendo realmente concretizadas.

Poderíamos pensar que os mapas do Andamento do Sol nos trariam eventos mais objetivados e os mapas das Revoluções Lunares nos trariam eventos mais subjetivados.  Mas realmente não é assim que eu vejo acontecer, na prática.  Penso que tanto os mapas do Andamento do Sol quanto os mapas das Revoluções Lunares nos ajudam, de forma bem concreta, a bem olharmos de frente nossos eventos mensais de vida, tanto os subjetivos quanto os objetivos.

(Mas a verdade é que, em sendo eu uma canceriana de Sol..., sempre a Lua acaba sendo muito presente, não é mesmo?).

Aprendemos, porém, dentro do tema Revoluções Lunares, que existe também o Andamento da Lua e que, portanto, podemos levantar um mapa referente a esse andamento a praticamente cada dois dias, com a Lua perfazendo os vários Aspectos em relação ao seu lugar original ao longo do seu passeio pelo demais onze Signos e pelas demais onze Casas astrológicas.

Sendo assim, se assim quisermos, podemos levantar uma Agenda de Andamentos do Sol e da Lua para nosso ano, entre uma Revolução Solar e outra!  E, a partir dessa agenda, poderíamos ir anotando as circunstâncias e os eventos que iram acontecendo para depois, num só-depois, podermos estudar e pesquisar mais profundamente sobre a infinitude de possibilidades de atuação dos Arquétipos!  Essa é uma ótima idéia, não é mesmo?



Alguns Conselhos Úteis
 e Algumas Questões Interessantes (15)
a serem percebidos em relação às Revoluções Solares e Lunares


.................................................................... (o começo deste Texto encontra-se no Capítulo 8 original)....


2 -  Sempre que estivermos diante de um Trânsito ou de uma revolução solar ou de uma revolução lunar mais preocupantes....  não seja direto nas palavras e duvide de seus próprios questionamentos a respeito dos mapas vistos e também tenha em mente que os pré-conceitos também podem vir a ser seus, bem como ratificando os pré-conceitos dos seus clientes...

De uma forma geral, Trânsitos com Plutão e com Urano são sempre preocupantes - mas não devemos nos deixar levar pelo pré-conceito e menos ainda ratificar o pré-conceito dos nossos clientes a respeito dessas duas palavrinhas: Plutão e Urano.  Quase sempre, nossos clientes dão um pulo da cadeira quando citamos essas duas palavrinhas, não é à toa que eu chamo esses dois Planetas de Os Nitroglicerinados!

Se praticarmos a Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento, veremos que sempre esses trânsitos e as revoluções solares e lunares que os carregam, da mesma forma, são sempre no sentido de re-orientar nossa Alma em seu rumo de missões a serem cumpridas nessa encarnação e ao mesmo tempo fazer com que nossa Alma re-oriente nosso Ego e tudo possa vir a ser bem realizado, dentro da metamorfose e da regeneração propostas por Plutão e do revirão de vida, proposto por Urano.

Então, sempre diante de trânsitos preocupantes desses Planetas - ou mesmo de outros Planetas, como Saturno e Quíron ou mesmo Quíron, por exemplo -, temos que meio que inventar aquela historinha do gato que subiu no telhado....

Não devemos, de forma alguma, dar nomes concretos e diretos às situações que nós pensamos que sejam mais preocupantes, dentro dos Trânsitos ou das Revoluções Solares ou Lunares.

O que eu quero dizer com isso?

Primeiramente, não podemos nunca, nunca, nunca, termos a segurança que sabemos de tudo.  Não somos Deus e portanto, erramos, graças a Deus.

Sendo assim, sempre que nos virmos diante de um mapa de revolução solar ou de um trânsito - digamos -, que nos traga à mente alguma coisa como possibilidade de morte da pessoa ou de imensa perda, talvez por morte mesmo, de algum parente próximo da pessoa, enfim, de questões realmente difíceis....  a gente tem que contar até dez e nos lembrar que nunca poderemos ter a segurança de que aquilo evento será realmente um evento de morte...  E por isso mesmo, teremos que enveredar nossa mente para trazermos à tona palavras que serão usadas como metáforas para podermos significar aquele evento sobre o qual não temos segurança plena de sabermos se se trata de um evento muito funesto, ou não.

Por exemplo: uma revolução solar que traga um Plutão em Quíron Doze não necessariamente vai estar nos dizendo sobre morte.  Está sim, nos dizendo, que a pessoa estará passando por grandes transformações em sua vida em termos de finalizações de ciclos, isso sim, temos a maior segurança sobre isso.  E seria então conveniente que a pessoa também aproveitasse aquele tempo para fazer um bom check up de sua saúde, por que não?  Ao mesmo tempo, sabemos bem que nossa Quíron Doze é a Quíron Seis do nosso Outro.  Sendo assim, é possível que também possamos dizer que nosso Outro estará passando por grandes mudanças em seu cotidiano de vida.... mas não necessariamente precisamos assustar ou antecipar - sem que tenhamos qualquer certeza -, se nosso Outro estará perdendo um emprego ou se estará tendo que se prevenir de alguma doença, etc...

É certo que em termos de Plutão sempre podemos usar os termos metamorfose e regeneração.  Pois que com morte ou sem morte, com doença ou sem doença, com intervenção cirúrgica ou sem intervenção cirúrgica....  a pessoa, de alguma maneira, estará passando por uma metamorfose e por uma regeneração.

E é certo também que temos que ver sempre o mapa astral natal daquela pessoa, ou seja, se lá existem outros tantos Trânsitos que estejam realmente preocupantes!

Como um exemplo: na mesma época em que meu Urano em trânsito ia fazer sua oposição com meu Urano natal, minha revolução solar tinha um Plutão aliado à Lua - ambos em Escorpião - em minha Quíron Doze.  Eu pensei com meus botões: alguém vai pro céu, serei eu, será meu namorido, será minha mãe?  E fui fazer uma terapia de florais e de cristais para me preparar para alguma perda.  A verdade é que minha mãe foi para o céu.  Mas veja: meu Urano natal é em Câncer e ao lado do meu Sol e tanto o Plutão quanto a Lua escorpiônica daquela revolução solar, ficavam, em trânsito do momento da revolução, em minha Quíron Oito!  Sendo assim, ali aconteceu realmente, meu grande revirão de vida com a oposição de Urano indicando que tudo aconteceria dentro de minha área familiar e de minha relação com meus irmãos e casa, raízes, lugar, etc. - porque tenho Quíron, Urano e Sol em Câncer em Quíron Três, todos já apontando para entrarem na Quíron Quatro.

Mas eu poderia ter me enganado e a terapia teria me servido para outros fins e eu não teria perdido por morte ninguém!

Agora, você me responda: como dizer tudo isso a um cliente?  É algo bem impossível.  É melhor que o aconselhe a fazer uma terapia de florais e de cristais ou outro tipo de terapia - sempre um divã é realmente ótimo em nossas vidas! -, para curar alguma coisa, mesmo que essa coisa seja inteiramente subjetiva!

A verdade é que nunca podemos ter a segurança que saberemos o desfecho das situações mais cabeludas, nunca, nunca, nunca.

A mesma coisa acontece com o posicionamento, em revolução solar, por exemplo, de um Plutão em Quíron Sete: seria um final do casamento?  Mas... é a pessoa casada?  Se a pessoa não for casada, bem pode vir a ser o anúncio de um casamento, uma mudança ampla e imensa em sua área de Quíron Sete, não é mesmo?  Da mesma forma, poderíamos pensar a respeito das situações de sociedades e de alianças outras, de inter-relações mais sociais ou outras questões também de atuação de Quíron Sete.  E também não podemos nos esquecer que a Quíron Sete é a Quíron Um do nosso Outro, ou seja, nosso Outro também se mostra passando por uma imensa mudança... mas como abordar sobre tudo isso?  Usando as boas metáforas, assim eu penso.

Também em relação a Urano temos que ter o mesmo procedimento e o mesmo cuidado.  Urano é sempre o Inesperado, o corte guilhotinal que sempre acaba nos trazendo nosso Despertar, a ampliação de nossa consciência.  No entanto, esse inesperado, esse corte guilhotinal e mais isso e mais aquilo, enfim, tudo acaba nos trazendo quase sempre um bruto susto em nossa vida.  E mais: tudo bem que Urano sempre acabe nos trazendo uma ampliação de consciência e a reorientação de nossa Alma em termos de bem realizar suas missões de vida, etc e tal... mas.... largar o osso gostoso nem sempre é muito fácil, nem sempre é agradável.  Enfim, tanto Urano quanto Quíron podem ser Planetas que nos tragam eventos nem sempre agradáveis de serem vivenciados.  Da mesma forma, eu penso que temos que abordar esses arquétipos através de metáforas.  Para Urano, eu uso palavras como re-orientação, redesenhamento, etc.   Para Quíron, eu sempre digo que é um limão que precisa ser transformado em limonada...
....................................................................

6 - Seria nosso Risco do Bordado, nosso mapa astral natal, e seus mapas coadjuvantes, algo imexível, cristalizado?  Temos o direito de atuar mais enfaticamente sobre nossos Karmas e Samskaras, ações e reações em potencial, mudando os rumos originais dos mesmos, assim tecidos pela nossa Alma quando da elaboração de nosso Risco do Bordado?  O que é o destino?

Antes de tudo, eu penso que devemos sempre vivenciar o Wei Wu Wei, ou seja, a ação dentro da não-ação, deixar a vida nos levar.  Se sentirmos que seria interessante passarmos nosso aniversário em Casablanca e tivermos dinheiro e tempo suficientes para tanto, por que não?  Seria uma questão de poder agir o desejo, somente isso.  Sendo assim, poderíamos, da mesma forma, abrir um mapa de revolução solar para Casablanca e outro, o mais provável de atuar intensamente ao longo do ano, para nosso lugar natal e/ou de moradia e de enraizamento.

Sou de opinião que não devemos exatamente mudar aquilo que nossa Alma teceu para nós dentro de nosso Risco do Bordado.  Estaríamos agindo nosso pré-conceito em relação a Planetas mais preocupantes em suas ações, como Plutão e Urano, por exemplo, mas... será que estaríamos agindo dentro do melhor caminho para nossas vivências de resgates de Karmas e Samskaras, ações e reações em potencial?  Será que estaríamos agindo da melhor maneira em termos da atuação do nosso livre-arbítrio lhe trazendo um poder exacerbado?  Será que estaríamos agindo da melhor maneira em termos da vivência de nosso Dharma, nossa maneira mais natural e essencial de ser.

Não devemos perder de vista nosso Wei Wu Wei, a ação na não-ação, ou seja, quando é tempo de agir, agir, quando não é tempo de agir, não agir, simplesmente isso.

Poderíamos pensar, então, que tudo já está escrito nas estrelas de nossa vida... , que tudo já vem determinado, cristalizado em nossa vida... que nosso destino já foi traçado...

Bem, essa é uma verdade, sim. Não devemos nos esquecer, nem por um minuto sequer, que essa nossa encarnação de aqui-e-agora que viemos vivenciando é apenas uma entre zilhões de outras vivências sucessivas ao longo de nossa vida junto a esse universo, assim como o conhecemos, dentro de nosso tempo de Luz e de materialização e dentro de nosso tempo de Não-Luz e de não-materialização.

Ao longo de nossas encarnações - juntamente com as estrelas pois somos poeira de estrelas -, vamos desenvolvendo nossa mente, todo o tempo e espaço, desde nossas vivências enquanto gases, enquanto rochas fogosas, enquanto rochas esfriadas e concretizadas e materializadas, enquanto a natureza em sua evolução de plantas, animais e seres humanos.

No momento em que nossa mente se torna mais singularizada dentro do nosso corpo físico humanizado, da mesma forma vamos ampliando nossa mente ao longo de nossas vivências sucessivas!  Não podemos nos esquecer que entre uma encarnação e outra apenas levamos nossa mente.  Sendo assim, nossa missão de vida é sempre evoluirmos de tal forma dentro da ampliação de nossa consciência, tornando nossa mente cada vez mais expandida e iluminada - até que se torne infinitizada, junto ao Tao da Criação!

Srii Srii Anandamurti Srii Srii Anandamurti Anandamurti, o Mestre do Tantra, nos diz que a meta da vida humana é se fusionar a Paramapurusa, ao Tao da Criação, a Deus.

Portanto, não podemos jamais nos esquecer que nosso Risco do Bordado que vivenciamos nessa nossa encarnação de aqui-e-agora é apenas uma fusão de um bom número de vivências anteriores e sucessivas acumuladas em seus Karmas e Samskaras, ações e reações em potencial, que poderão vir a ser resgatados nessa nossa vida de hoje.  Nosso Risco do Bordada conta, dessa maneira, a história de alguns cenários e textos de vidas passadas que são revividos ontem, hoje e amanhã nessa nossa vida de hoje.  Porém, tudo isso nos serve como trampolim para nossos resgates de Karmas e Samskaras, sim, através a ação do nosso livre-arbítrio que por sua vez é ditada por nossa índole essencial, nosso Dharma que também é desenvolvido juntamente com nossa ampliação de mente, ao longo de nossas encarnações!

Sendo assim, aquilo que poderíamos considerar como já escrito nas estrelas, como destino cristalizado anteriormente e desenhado no Risco do nosso Bordado, nosso mapa astral natal, é apenas uma síntese de nossas próprias vidas anteriores, algumas delas, não todas.  Dizem que Deus dá o cobertor conforme o frio....  é mais ou menos assim que a Alma, junto ao Tao da Criação, compõe seu Risco do Bordado, tendo em vista aquilo que poderá ser assumido como vivências ao longo de sua vida.  É como nosso Risco do Bordado fosse o bom tamanho do cobertor para o frio a ser vivenciado nessa encarnação.

Não existem quaisquer culpas ou comprometimentos outros a não ser nossos próprios, de nossa Alma, ao longo de suas vivências sucessivas, apenas isso.

E quando a Alma, junto ao Tao da Criação, desenha seu Risco do Bordado, certamente todos os mapas coadjuvantes, todos, estarão fazendo parte dessa concretização de destino, isso é certo.

Portanto, destino é algo que estamos sempre construindo hoje para o futuro ou que estamos resgatando hoje em relação aquilo que já foi construído por nós, no passado.  Karmas é ação e Samsara é a reação em potencial em relação a essa mesma ação.  A reação, Samsara, pode vir dentro da mesma vida ou não.  É por isso que dentro da ampliação de nossa mente, da expansão de nossa consciência, nossa missão maior é de não mais atuarmos Karmas negativos para não mais termos que vivenciar e resgatar esses Karmas negativos através de Samskaras negativos, de reações negativas.
.....................................................................


7 - Dentro dos mapas de Revoluções Solares - ou mesmo de Revoluções Lunares - poderemos ver mudanças bem enfáticas ou apenas pequenas mudanças, na vida?   São os Trânsitos dentro da Mandala Quíron mais importantes do que as Revoluções Solares ou Lunares ou todos atuam dentro do mesmo conjunto de ação?

Essa é uma questão interessante a ser observada.  É sempre fundamental que tenhamos em mente, antes de mais nada, o Risco do Bordado em si, o mapa astral natal, em primeiro lugar, e em seguimento, seus Trânsitos, fundamentalmente aqueles que acontecem em relação aos Planetas mais Lentos em seus passeios através de nossa Mandala Quíron.

Existem momentos em nossa Mandala Quíron, em nosso Risco do Bordado, em nosso mapa astral natal, que os Trânsitos estão bem quietinhos, bem calminhos, céu de brigadeiro, realmente.   Porém, existem outros momentos, em que estes Trânsitos estão bem atuantes em sentido de nos trazer uma maior preocupação, uma maior cautela, em relação aos mesmos.

Já vimos que todos os Trânsitos dos Planetas mais Lentos - a partir de Quíron, Júpiter, em diante... - são arquétipos que estarão trazendo uma menor ou maior movimentação em relação aos nossos Doze Cenários de Vida, ao nosso Texto de nossa peça de teatro de nossa vida, aos Atores principais e coadjuvantes, enfim, em nossa vida como um todo.

Portanto, quando estamos sob a ação de Trânsitos de Planetas mais Lentos que nos tragam uma maior cautela, uma maior atenção, é certo que teremos que bem olhar os mapas das Revoluções Solares e Lunares, da mesma forma, no sentido de atuarmos dentro da astrologia mais preventiva: se o céu de brigadeiro passou a trazer nuvens mais maciças, é possível que vá chover e portanto, é bom se carregar consigo um guarda-chuva, uma capa, uma proteção!

Então, dentro dessa premissa, chegamos à conclusão, que tanto os Trânsitos em si quanto as Revoluções Solares e Lunares podem trabalhar juntos dentro de um mesmo conjunto de ação. 

A questão é: alguns Trânsitos de Planetas mais Lentos são mais longos do que outros.  Por exemplo: Júpiter é considerado um Planeta mais Lento porém seu trânsito acontece ao longo do período de cerca de um ano, somente.  Nesses casos, sua ação conjunta com as Revoluções Solares e Lunares é também cabível dentro desse mesmo tempo.

No entanto, Saturno já é mais lento do que Júpiter, realizando seu Trânsito por cerca de dois anos e tanto, fazendo ação conjunta, dessa maneira, com duas Revoluções Solares seguidas.  Quíron, por sua vez, já é bem mais lento do que Saturno, fazendo ação conjunta com as Revoluções Solares e Lunares por dois a três a quatro anos seguidos, dentro de um mesmo signo.  Urano, o Despertador, juntamente com Plutão, metamorfoseador e regenerador, já possuem uma movimentação inteiramente diferenciada, ou seja, já vêm anunciando seus trânsitos cerca de dois a três anos a quatro anos antes do mesmo realmente acontecer em seus aspectos mais exatos!  E, da mesma forma, sempre que adentram um novo signo, já mexem com a estrutura desse signo como se fosse um aviso de tsunami a vir-a-ser.  Nesses casos, as Revoluções Solares e Lunares acabam atuando, conjuntamente, com os trânsitos dos nitro-glicerinados por alguns anos.

Chegamos então, a uma conclusão óbvia: praticamente sempre estamos sob a mira de Trânsitos importantes e preocupantes e transformadores de nossos cenários de vida, e portanto, as Revoluções  Solares e Lunares acabam acompanhando os mesmos - todos em ação conjunta.
...............................................................


8 - Quando estamos sob a mira de Trânsitos mais preocupantes - ou mesmo mais agradáveis - e também nossa Revolução Solar aponta intensamente para os mesmos, poderemos identificar melhor quando e como os eventos acontecerão de forma mais objetiva?

Bem, nem sempre, segundo minha prática ao longo desses anos, tudo é assim tão óbvio e fácil.  Às vezes é, mas a maioria das vezes, não é.

Antes de mais nada, temos sempre que nos dispor a não vivenciarmos nossos pré-conceitos e acharmos que um mapa assim ou assado poderá indicar isso ou aquilo outro.  Temos sempre que nos disponibilizar para encontrarmos e enfrentarmos as surpresas que os Arquétipos estão sempre nos proporcionando, essa é que é a verdade. 

Porém, volta e meia acontecem mapas que nos ajudam em nossos questionamentos. Por exemplo: se estivermos diante de um trânsito de possível agradabilidade de situação e na Revolução Solar o Sol estiver em Netuno Sete... será que o casamento finalmente sai? É possível que sim.  E é possível que possamos saber quando e como esse casamento sairá através dos mapas do Andamento do Sol ao longo dos demais onze Signos bem como através dos mapas das Revoluções Lunares para aquele ano que cabe dentro da Revolução Solar em questão, talvez um tempinho antes, talvez um tempinho ainda depois.

De qualquer forma, nunca podemos nos esquecer que sempre antes de qualquer mapa, vem em primeiro e único lugar o Risco do Bordado, o mapa astral natal da pessoa, sempre.

E em segundo lugar, eu diria que devemos sempre estar atentos a não nos deixar levar por nossos pré-conceitos - que existem e existem realmente - em relação aos Trânsitos dos Planetas mais preocupantes e também em relação aos seus posicionamentos dentro das Revoluções Solares e Lunares. 

E em terceiro lugar, sempre temos que nos lembrar que os Arquétipos estão sempre nos ensinando sobre eles mesmos!  Os Arquétipos se manifestam através de um imenso leque de zilhões de varetas imajando suas zilhões de possibilidades de manifestação!  Poderíamos fazer uma lista imensa de palavras e conceitos acerca de cada um dos arquétipos que jamais conseguiríamos cobrir todas suas possibilidades de atuação, jamais!  Portanto, é sempre bom que deixemos lugar para nossa surpresa; é sempre recomendável, eu diria, que deixemos lugar para o inesperado Urano, o Planeta voltado para a Sincronicidade, nos dizer mais e mais sobre os Arquétipos!

A verdade é: sempre todos os Arquétipos estarão posicionados em todos os mapas - sejam mapas dos Retornos dos Planetas, das Revoluções Solares e Lunares, enfim, quaisquer mapas vão conter todos os arquétipos! Sempre teremos o posicionamento de Júpiter nos abençoando e protegendo, da mesma forma que sempre teremos o posicionamento de Saturno nos avisando que o tempo está passando e nos aconselhando a irmos consolidando nossas missões de vida!  sempre teremos o posicionamento de Netuno nos trazendo suas sofrências e suas mestrias; sempre teremos o posicionamento de Netuno nos trazendo seus escapismos, sua transcendência, seus desapegos e esfumaçamentos; sempre teremos o posicionamento de Urano nos trazendo seus inesperados cortes guilhotinais e nos fazendo assumir uma maior ampliação do despertar de nossa consciência; sempre teremos o posicionamento de Plutão nos metamorfoseando e nos regenerando em nossa vida, sempre.

 Sendo assim, sempre o Risco do Bordado, o mapa astral natal será o indicador fundamental de como a pessoa vivencia esses seus Arquétipos, em Signos, Casas e Aspectos que formam e contam a história da pessoa!  A partir desse conceito fundamental, a leitura dos Trânsitos e das Revoluções Solares e Lunares se torna mais viável e mais confiável.
.................................................................


10 - Quando é a ocasião mais propícia para a leitura da Revolução Solar?

Essa é uma pergunta que as pessoas me fazem sempre. 

De uma maneira geral, as pessoas tendem a achar que deverão procurar por seus astrólogos para renovarem suas leituras de mapa astral e realizarem as chamadas Previsões e a Revolução Solar apenas na época de seus aniversários.  Essa é uma questão que faz parte do conceituário popular, dos pré-conceitos populares, por exemplo.

Mas não.  Sempre, em qualquer momento do ano, sempre que a pessoa achar conveniente, é tempo de se novamente abrir o mapa e realizar suas tantas e tantas novas leituras!  Sempre.

De qualquer forma, eu sempre aconselho as pessoas a consultarem seus astrólogos pelo menos uma vez ao ano.
......................................................


14 - Existe realmente o chamado Inferno Astral?

Eu não diria que sim e nem diria que não.  É que esse termo Inferno Astral é um termo popularmente usado - e cheio de pré-conceitos - para o tempo em que o Sol em Andamento adentra o signo imediatamente anterior ao nosso signo natal.  É como se sempre em nosso aniversário o Sol se posicionasse diretamente e exatamente dentro da linha do nosso Ascendente.  Por isso, ao adentrar o signo imediatamente anterior ao nosso signo natal, é como se o Sol estivesse adentrando nossa Casa Doze.

Enfim, em termos de pré-conceitos populares e julgamentosos, esse seria um tempo lastimável, lamentável, de pleno sofrimento.  É assim que o preconceito julga a Casa Doze...

A verdade é: quando a pessoa se torna absurdamente preconceituosa em relação à astrologia, tudo fica mais difícil, em primeiro lugar.  Em segundo lugar, quando a pessoa morre de medo de estar consigo mesma, interiorizada, vivenciando seu próprio ventre para gestar a si mesma em seu renascimento a partir do seu aniversário, é possível mesmo que vá denominar a Casa Doze do signo anterior e imediato ao signo natal de Inferno Astral.

Eu penso que um de nossos trabalhos - talvez o mais árduo - seja o de ir ensinando a bom termo a astrologia, essa ciência das estrelas subjetivas de forma que erradiquemos os pré-conceitos populares do disse-me-disse e os julgamentos julgamentosos e sem sentido, estruturados no medo e na ignorância.

.................................................................................  (o Texto completo encontra-se no Capítulo 8 original)



Alguns poucos conceitos a respeito do posicionamento do Ascendente
dentro do mapa da Revolução Solar
e outras definições

(uma simples visão, não tomando em consideração a possibilidade de haver signos interceptados no mapa da Revolução Solar).

É também importante que saibamos que devemos ler bem claramente sobre os Signos e seus posicionamentos dentro das Casas Astrológicas - quando da leitura do mapa levantado para a Revolução Solar.  Sempre o signo de Peixes vai designar o lugar onde alguns de nossos ciclos de vida encontram suas conclusões.  E o signo de Áries vai designar o lugar onde alguns de nossos ciclos de vida encontram seus novos começos.  Enfim, todo o encadeamento do Zodíaco deve ser lido e interpretado com total atenção.

Sempre que temos o Ascendente dentro do signo de Áries em nossa Revolução Solar será um período que nos trará uma série de novos começos de ciclos e que para tudo isso nos será pedida uma atuação singular, de nosso Eu Sou, relativa à energia de Áries.  Um mapa assim posicionado poderá vir a trazer o signo de Peixes em Casa Doze, o que significará algumas conclusões de ciclos a serem vivenciados.

No caso de o Ascendente vir dentro do signo de Peixes, saberemos então que nos será reservado um período de atuação de uma série de conclusões de ciclos.  No caso de a Casa Dois começar em Áries, essas conclusões de ciclos deverão nos trazer novos começos dentro de nossa área de ganhos pessoais de nossa vida, a partir de nossa singularidade, de nosso Eu Sou.

O Ascendente em Touro deverá nos trazer uma maior necessidade de plenitude de materialização dentro da Encarnação.  Em acontecendo o signo de Áries em Casa Doze, o aprendizado será bastante singularizado em termos de busca de boa espiritualidade e de cuidados com a saúde da encarnação, como um todo.  Por outro lado, sempre a Casa Doze é a Casa Seis do nosso Outro e Áries virá demonstrar que nosso Outro estará iniciando uma nova jornada de vida em seu cotidiano e em seu trabalho e em sua manutenção e preservação de boa saúde.  Também aqui veremos que o signo de Peixes se instalou em Casa Onze, possivelmente, o que significa um período de conclusões de questões comunitárias e entre amigos e em termos planetários, da mesma forma.

O Ascendente em Gêmeos nos fará nos movimentar em termos de agenda sempre cheia de ações bem diferenciadas e bom uso da mente.  Em acontecendo o signo de Touro em Casa Doze, o aprendizado será o da boa materialização terrena das questões mais subjetivas da vida e das conclusões que deverão ser acionadas nesse período.  Possivelmente, o signo de Áries estaria adentrando a Casa Onze o que nos revelaria novos começos em termos de ações grupais e comunitárias.  Esses novos começos podem vir a acontecer desde as possíveis metas a serem realizadas possam vir a encontrar suas conclusões a partir do signo de Peixes adentrando o Meio do Céu e fazendo parte da Casa Dez.

O Ascendente em Câncer pode nos trazer alguns quilinhos a mais e nos tornar mais maternais, mais acolhedores, mais compreensivos.  É um bom tempo para se poder aprender novos conhecimentos em termos de boa espiritualidade, por exemplo, com Gêmeos em Casa Doze e ao mesmo tempo doando ao nosso Outro uma Casa Seis plena de afazeres em seu cotidiano e em seu trabalho.  Possivelmente o signo de Áries estará apontando no Meio do Céu, fazendo acontecer novos valores de vida para serem atuados em novas metas a serem realizadas e bem concretizadas, inspiradas possivelmente pelo signo de Peixes em Casa Nove que traz uma certa conclusão em termos de expansão de comunicação e troca mais ampliadas, com o mundo.

....................................................................   (a continuidade deste Texto encontra-se no Capítulo 8 original)


Alguns Conceitos sobre o Posicionamento do Sol
dentro do mapa da Revolução Solar

Na Revolução Solar, o Sol na Casa Um vai indicar um tempo de afirmação e de re-afirmação do nosso Eu Sou.  É preciso também se saber onde se encontra o signo do Leão - regido por nosso Sol -, quais as Casas Astrológicas por onde o Leão passeia garbosamente e fundamentalmente, qual a Casa sendo adentrada por esse signo.  Dessa maneira, veremos que será um tempo de Eu Sou majestosamente sendo atuado dentro das Casas onde encontramos o signo do Leão - e se porventura também encontrarmos ali a Lua ou Planetas ou Pontos.

Não podemos nos esquecer de ver a inter-relação do posicionamento desse Sol de Revolução Solar em relação ao nosso mapa astral natal. 

O Sol na Casa Dois deverá sempre trazer o brilho maior de luz solar nossa para esse tema, por alguma razão, em nosso Eu Tenho e em nossa forma de exercermos nossos dons essenciais e naturais para ganharmos nossa vida de forma pessoal.

O Sol na Casa Três deverá nos trazer um tempo de maior iluminação em nossa expressão de comunicação e troca, em nossa movimentação e locomoção, em nossa inter-relação pessoal e vicinal e parental, em nossa linguagem pessoal e em nossa compreensão e manifestação de mente pessoais, em nossa vida.

O Sol em Casa Quatro nos trará um tempo de bom aprendizado a respeito da iluminação que devemos ter em nossas raízes pessoais e familiares, nos lugares que escolhemos para estar e enraizar, bem como também tudo isso poderá vir a falar sobre lugares de trabalho.  Também de alguma forma, é sempre na Casa Quatro que fincamos nossos pés para podermos bem nos estruturar para apresentarmos nossa cabeça ao mundo, o que acontecerá através a Casa Dez.  dizem os alfarrábios que é dentro da Casa Quatro que tudo começa e que tudo termina - pois aqui as 23 horas do dia correm até as 24 horas e a partir de zero hora, um novo dia, um novo ciclo começa.

.............................................................................  (a continuidade deste Texto encontra-se no Capítulo 8 original)


Exemplo Prático
Seu Livro de Vida Personalizado

Caminhante/Cliente/Jornalista/Escritor
(com sua devida permissão)

Comentários sobre suas Revoluções Solares Recentes
com ênfase nos anos de 2008 e 2009
e incluindo Fusionamento de Andamento do Sol com Revoluções Lunares
para esses anos

O Risco do Bordado do Caminhante
(com sua devida permissão)


Em sua RS2007, ficava bem claro que era um tempo de conclusões de inter-relações com amigos, grupais e comunitárias e também em relação a atuações sociais e planetárias - tudo isso em função do fato de que acontecia a Lua Balsâmica, ou seja, Lua de final de ciclo, lua atrás do Sol.



Em sua RS2008, seu Ascendente será leonino, no grau 12 Leão, e você estará bem iluminada, realmente, e cheia de criações e de criatividades e de empreendimentos... - mas veja, sua Lua leonina da RS2008 - bela Lua, no grau 09 Leão - estará morando em sua Casa Doze... o que poderá significar que muito de suas criações - ou pro-criações - e criatividades e empreendimentos poderão ficar em gestação, entende?  E também veja que a Lua é nosso arquétipo fundamental de nosso lado feminino pessoal e de nossa mãe e do resto da torcida Yin planetária.  Em se tratando de Casa Doze, algumas questões de conclusões de ciclos terão que acontecer, dentro de sua forma Yin de ser, dentro de seu confrontamento com o mundo Yin de sua vida, Caminhante: você como gestadora, você como mãe, você como filha, você como mulher, você como criadora e como empreendedora.

Mas veja, quando falo em Lua leonina em conclusões de ciclos Yin e em gestação de novos ciclos Yin, estou falando de muitas possíveis conclusões de sua vida até os dias de hoje e outras tantas possíveis gestações de hoje em diante - não precisamos ver tudo isso apenas como para o ano de 2008, entende?  E mais: os graus da Lua e do Ascendente leoninos recairão sobre sua Casa Cinco, de seu mapa natal, seu lugar de criação, de procriação, de sua identidade essencial, de sua maternalidade, e de sua filiação - bem como de seus empreendimentos e de seus amores.

Esse Leão do Ascendente estará lhe trazendo a regência do seu Sol pisciano que estará morando, junto ao Urano em trânsito em Peixes, em sua Casa Oito.  Sabemos que a Casa Oito é lugar de intenso Revirão de Vida - é nosso 8 interior e nosso 8 exterior - é nosso confronto de vida e de morte, de metamorfose e de regeneração.  Também é nosso lugar onde podemos compartilhar da riqueza do nosso Outro da mesma forma que nosso Outro pode vir a compartilhar de nossa riqueza.

Essa conjunção entre Sol e Urano em Casa Oito, estará portanto, compondo a regência do Ascendente e do Descendente, em Aquário.  E em se tratando do Descendente, da Casa Sete, ali encontraremos seu Quíron, seu Netuno e o Nodo Norte, a Locomotiva, todos em Aquário, e depois ainda encontraremos seu Mercúrio e seu Vênus e seu Vulcano, já em Peixes!  Sem dúvida alguma, esse ano da RS2008 lhe proporcionará uma imensidão de questões a serem conjugadas, enlaçadas, entrelaçadas, associadas, casadas, com seu Outro e com seus vários e vários e tantos e tantos Outros e também veremos que existirá a possibilidade de riqueza compartilhada, entre todos, dentre de suas várias diferentes razões de ligação e de associação e de conjugação.  No entanto, em estando Quíron e Netuno presentes, é bom ter cautela com dores, problemas e dissolvições de associações e de ligações e de inter-relacionamentos.  É certo também que todas essas questões deverão estar posicionadas - em relação ao seu mapa astral natal - dentro de suas Casas Onze e Doze, ou seja, dentro do seu trabalho social e planetário e de suas fundamentações de conclusões de seus ciclos e também contando com o empreendimento e o trabalho do seu Outro.

Dentro desse seu mapa de RS2008, para Fortaleza, algumas outras questões nos chamam a atenção: Áries em Casa Nove nos diz que você estará querendo abrir novos conceitos de ganhos do seu dinheiro dentro de novas possibilidades de atuação em sua Casa Nove - seja em termos geográficos, seja em termos de publicações, seja em termos de expressões amplas de comunicação e de conhecimentos e de uso da mente.  O Marte que rege esse lugar estará canceriano e em Casa Onze - ou seja, você terá ninhos sociais e grupais e comunitários e estará extremamente atuante nesses sentidos e junto ao trabalho do cotidiano do seu Outro, dentro desses mesmos ninhos.

Capricórnio em Casa Seis acolhendo Júpiter em Capricórnio nos diz que você estará buscando um bom e bem estruturado embasamento para o seu trabalho, para suas Criações e para seus Empreendimentos, sem dúvida alguma. Sendo Capricórnio o signo que se instala em suas Casas Dez e Onze de seu mapa natal, aqui na Revolução Solar para Fortaleza, seu lugar natal, veremos que você deverá procurar aliar trabalho do cotidiano com sua relação grupal e comunitário e com o empreendimento bem estruturado do seu Outro. Saturno, regente do Capricórnio, estará ainda em Casa Um mas já apostando sua entrada em Casa Dois - com muita seriedade e responsabilidade de contar dois mais dois quatro em termos de seu trabalho e do ganho do seu dinheiro, tudo isso de forma bem detalhadamente minuciosa e trabalhosa!

Plutão estará já em começo do concretizador Capricórnio - e em Casa Cinco, lugar de criações e de empreendimentos - e estará levando você a buscar seu lugar de cotidiano de trabalho e de criação e de empreendimentos de forma bem concretizada e estruturada e estará regendo a metamorfose e a regeneração de sua Casa Quatro, de suas raízes, de forma a bem proporcionar a você suas metamorfoses e suas regenerações em termos de Criações e de Empreendimentos.  Se colocarmos essa Casa Quatro escorpiônica em termos de seu mapa astral natal, veremos sua Casa Nove funcionando a todo vapor: ou seja, existe a possibilidade de que essa transformação de suas raízes aconteçam ou distante geograficamente de Fortaleza ou dentro de um lugar de expressão de comunicação e de conhecimentos, realmente.

Certamente, sem qualquer sombra de dúvida, Caminhante, você já bem está intuindo sua vida para o ano de 2008 - vida frutificante de gestação e de parição das criações e dos empreendimentos dentro de um local bem estruturado para tanto e se entrelaçando e se conjugando e compartilhando imensamente com todos!

Suas Casas Cinco e Sete neste RS2008, acolhem arquétipos que precisam ser vivenciados com um certo cuidado: Plutão em Casa Cinco podendo trazer muitas transformações, em metamorfoses e regenerações; e Quíron em Casa Sete, seguindo Netuno e antecedendo o Nódulo Norte, todos em Aquário.

Bem, é mesmo possível que este Plutão de Casa Cinco esteja querendo devolver à vida seu Tarot Amazônico e fazer disso uma concretização real de trabalho - porque é Capricórnio o signo que o acolhe e veremos Capricórnio imperando também em área de trabalho.

Quanto à Quíron e Netuno e o Nodo Norte aquarianos de Casa Sete:  eu diria que não são arquétipos inteiramente confiáveis dentro de um lugar que se propõe a atuar enquanto seu Encontro com seu Outro.  Quer dizer, se estes Encontros forem dentro dos temas simpáticos destes arquétipos, estes Encontros podem vir a acontecer sim.  No entanto, é sempre bom se levar em conta que Quíron traz dores e que Netuno traz desfazimentos, perdas, esquecimentos, ilusões e desilusões.  Mas Mercúrio é o curador ferido e Mestre dos mestres e Mercúrio é a maior transcendência.  Quando usados em bom tom, então bem funcionam!
.....................

Sua RS2009:

 O Ascendente estará em Escorpião, signo que você tem adentrando sua Casa Nove, em seu mapa astral natal.  Portanto, seu tapete voador - geográfico ou da expansão da mente e do pensamento e da comunicação e das trocas e do conhecimento - estará a mil por hora!  Aliás, tenha em mente que seu Netuno natal escorpiônico estará bem à frente do seu Ascendente: você estará profundamente pisciana, netuniana e escorpiônica e muito arretada em tudo isso, aproveite para trazer os conhecimentos ocultos à luz do dia - e seu Empreendimento Criativo pode bem provar essa realidade, não é mesmo?

Você estará apostando alto em suas metas de vida aliadas aos seus ganhos financeiros em termos desse seu tapete voador e estará sendo alicerçada por transformações dentro de um empreendimento comercial super bem estruturado e com muito trabalho grupal e comunitário, disso você não duvide, e com muita responsabilidade para todos.  Você estará se aninhando num lugar super aquariano e moderno e informatizado e de trabalho de muita gente e se sentindo inteiramente bem disposta em suas raízes pessoais e sociais e profissionais.  Sem dúvida alguma, sua ação dentro desse local lhe trará seus novos trabalhos e seus novos cotidianos de vida!

Seu Sol estará super feliz e contente, junto ao Urano cada vez mais próximo, em Casa Cinco, lugar de Criações  e de maternalização e de empreendimentos!  Seu Sol estará regendo seu Meio do Céu leonino e seu Urano, seu Fundo do Céu aquariano.  Será uma boa inter-relação de Criação e de Trabalho entre você e seu Outro, não duvide disso!

Que mapa legal! Viva! Viva! Viva!  Seu Sol está entremeado a Urano e Vênus, sendo que esta última já se encontra em Áries e próxima ao seu Mercúrio natal - denotando que você estará tendo em mãos tudo isso e o céu também em termos de Criações e Empreendimentos seus pessoais, em seu Eu Sou aliado ao seu Eu Crio e ao Seu Eu Tenho aliado ao seu Eu Trabalho!

Sua Lua mora em Sagitário e em grau do seu Meio do Céu do seu mapa astral natal e ela mora em sua área de bens financeiros pessoais.  Ali também mora Plutão, já em Capricórnio, e regendo seu Ascendente escorpiônico cheio de intenções de levar ao mundo você e suas obras - e seu Mercúrio natal está logo ali, entre Casas Oito e Nove natais! - e tudo isso se propõe a ser bem estruturado comercialmente, entende, porquanto Capricórnio em Casa Três gosta de assim proceder.  E Saturno virginiano em lugar de ação social e das criações e empreendimentos do seu Outro quer muito trabalho grupal e comunitário, sem dúvida alguma!

Já comentamos sobre o fato de que existe um local muito comunitário e interessante para você poder atuar suas criações e seus empreendimentos, Caminhante.  De qualquer maneira, será seu signo de Leão, tão iluminado, quem estará dando as cartas, disso você não duvide, pois este signo estará em seu Meio do Céu, em grau ainda fazendo parte de sua área de criação e de empreendimentos em seu mapa astral natal!  Parabéns, é um belo mapa!
...........................

2010, como já vimos antes e ainda sempre estaremos conversando sobre, será um ano ímpar em sua vida:  Urano estará beijando seu Sol e Júpiter estará trazendo seu Renascimento jupiteriano, que bom!

E tudo isso fica adjuntado em sua área de bens pessoais através seus talentos pessoais, em sua RS2010, e tendo em seguimento seu Mercúrio que adora ser ariano sempre com bons e inovadores usos de sua mente sempre capitaneadora e apontando para novas formas de uso de sua mente através seu trabalho bem enraizado ou mesmo através novos lugares para você enraizar sua vida pessoal e de trabalho, acredite.

É interessante se notar que Urano e Sol estão juntinhos e são regentes do seu Eu Sou, seu Ascendentes, neste mapa, e de seu Nós Somos, seu Descendente!  E tudo fica juntinho dentro de sua área de bens pessoais que  fusiona seu Eu Sou de seu mapa astral natal com seu Eu Tenho deste mapa!  Penso então que será um tempo profícuo, Caminhante, de você estar se entrelaçando ao seu Outro através as inovações capitaneadoras de seu uso de mente e de suas produções de trabalho e com isso esperando pela criação do  seu Outro e o trabalho do seu Outro podendo acontecer junto às suas criações e ao seu trabalho, entende, e tudo isso trazendo mais liberdade e mais luz para você e também grupalmente, acredite!


Sua RS2011 aponta para você estar atuando intensamente dentro de sua ação grupal e social e dentro de redesenhamentos dessas atuações e do trabalho do seu Outro junto a você e dentro de um local muitíssimo iluminado onde suas criações e seus trabalhos atuam muitíssimo através suas criações e seus empreendimentos, em seu trabalho extremamente compromissado com um empreendimento que se lança ao mundo, em ampla e bem concretizada expressão de comunicação.




Em sua RS2012, existe muita luz em seu Eu Sou traduzido por suas criações e por seus empreendimentos, junto ao seu Outro, e tudo isso acaba sendo uma grande associação com bens compartilhados, e você se mostra pronta para trabalhar muito comunitariamente junto ao seu Outro e junto ao trabalho do seu Outro.




Em sua RS2013, estará apresentando você dentro de sua atuação imensa em suas criações e em seus empreendimentos e tudo isso lhe trazendo uma luz intensamente renovadora para sua vida - porém com muitíssima responsabilidade, disso você não duvide, e abrindo para você novos rumos em seus ganhos pessoais e em seus talentos pessoais e em seus trabalhos.  Você estará muito disposta a estar se associando comercialmente e através bens compartilhados.

Fusão entre Mapas de Revoluções Lunares
Com Revolução Solar e Andamento do Sol

Em fazendo os mapas mensais - para seu Sol e para sua Lua -
encontramos o mês de Setembro de 2008 lhe trazendo,
tanto para o Sol quanto para a Lua,
movimentação ímpar dentro de sua área de Trabalho e de Associações em sua vida.


Bem, deixe-me lhe explicar:  quando eu falo ‘mapas mensais’, quero significar as Revoluções Lunares, que acontecem mensalmente quando a Lua retorna ao seu grau original e natal.  E quero significar o andamento do Sol ao longo dos Doze Signos e assim, através suas Doze Casas Astrológicas de seu mapa astral natal, seu Risco do Bordado, e perfazendo, a cada signo, o encontro com seu próprio grau natal, entende?

Bem, quando se trata do mês de setembro, o que encontraremos, em relação ao andamento do Sol?  O Sublime Yang, Sol, estará no signo de Virgem e portanto, estará apontando para a metade certeira de sua Revolução Solar, a chamada Demi, o mapa que se aglutina ao mapa da revolução solar do ano que corre mas que já aponta para a revolução solar do ano seguinte.  A Demi é como se fosse o Sol no meio dia, entende, que já nasceu no leste e agora está no meio do céu e que depois, já vai em direção ao oeste, terminando o dia.  Portanto, é bem a metade do ciclo, arrematando a primeira parte e dando início à segunda parte, arrematando a manhã e dando início à tarde.

Portanto, eu diria a você que, em  abrindo uma série de mapas mensais - para o Sol e para a Lua -, eu me deparei com este mês de setembro que me chamou atenção, como segue:

O que me chamou atenção foi o fato de que ambos os mapas - para o Sol e para a Lua -, têm seus Ascendentes em final de Gêmeos e o Descendente em final de Sagitário. 

Se fizermos a correspondência em relação ao seu mapa astral natal, encontraremos o final de Gêmeos em sua área de casa, raízes, moradia; e o final de Sagitário em sua área de metas públicas a serem realizadas e bem concretizadas  - suas Casas Quatro e Dez, respectivamente.

Ou seja, para ambos os mapas, você estará englobando em seu Eu Sou aquilo que são suas Raízes plurais - por causa do signo de Gêmeos -; e em seu Nós Somos, aquilo que são suas metas de vida.

E o que mais me chama atenção nesses Descendentes que são tão iguais em termos de graus finalizantes do Sagitário, em ambos os mapas, é o fato de que Plutão, metamorfoseador e regenerador, ali se encontra, ou seja, a um dedinho do Descendente porém ainda dentro da Casa Seis, ou seja, fusionando seu Trabalho com suas Associações e tudo isso passando por imensa transformação, não duvide disso.  Esse Plutão rege sua área de criações e de empreendimentos, as Casas Cinco de ambos os mapas, lhe dizendo que suas transformações em trabalho e em associações têm a ver com suas criações e com seus empreendimentos de vida, acredite. 

Esse Escorpião sobre o qual estamos comentando agora, bem regido por seu Plutão, pode ser fusionado com sua Casa Oito, a dos bens compartilhados, em seu mapa astral natal, primeiramente, e depois, seguindo para alcançar sua Casa Nove, lugar de expansão de expressão de comunicação, lugar de expansão geográfica, lugar de conhecimentos sendo lançados ao mundo.

E também me chama atenção os fato de que os dois mapas - para o Sol e para a Lua - trazem as Casas Astrológicas extremamente parecidas em suas entradas... e fundamentalmente, trazem o Meio do Céu em comecinho do signo de Áries, os novos começos, os novos ciclos, o novo que adentra a vida e faz com que as metas de vida sejam renovadamente renovadas.

É interessante se perceber que, os regentes para o Fundo do Céu em Libra e para o Meio do Céu em Áries, Vênus e Marte, respectivamente, se encontram juntos, em Casa Quatro, lugar de raízes, de chão, em ambos esses mapas. 

No mapa da Lua, Marte encontra-se grudadinho à sua Lua - que faz seu Retorno Mensal, a Revolução Lunar Mensal.  A Lua rege praticamente toda a Casa Um, do seu Eu Sou, bem como dá entrada à Casa Dois, seu Eu Tenho, e vimos que Marte rege sua área de Meio do Céu e de Casa Dez, lugares de metas a serem concretizadas, dentro de signo renovador de ciclos, Áries.

Podemos, então, perceber que existe uma intenção bem direta de ação renovadora em sentido de Eu Sou e de Eu Tenho dentro de suas Raízes de forma que tudo possa vir a estar bem harmonizado entre você e seu Outro e todo o tempo essa intenção de harmonização de Raízes entre você e seu Outro estará presente, entende, tanto no mapa do Retorno da Lua quanto do andamento do Sol dentro do signo de Virgem, fazendo sua Demi, ou seja, o mapa de metade do seu aniversário. 

O Trabalho plural do seu Outro junto a você, Caminhante, será muito importante, entende, para que tudo fique bem harmonizado entre você e seu Outro.

Outra questão que eu também penso muitíssimo importante dentro desses mapas tão semelhantes - para a Demi, metade do andamento do Sol seu, e da Revolução Mensal Lunar -, é o fato de que o Sol virginiano fica próximo ao Saturno também virginiano nestes mapas e em Casa Três, lugar de expressão de comunicação, de idas e vindas, de movimentação, de trocas e comercializações, de conhecimento adquiridos e passados adiante, etc. e tal.  Virgem é um signo de Trabalho.  Portanto, todas essas questões estarão voltadas para a ação de comunicação e de trabalho.

O Sol é bom regente de praticamente toda a Casa Dois, lugar de suas finanças pessoais, e também ali encontraremos os Vagões do Trem da Vida, o Nódulo Sul, a Cauda do Dragão.  Leão é o signo que também dá entrada à Casa Três, lugar onde o Sol virginiano está morando.  Portanto, estão em jogo, naquele momento, e em ambos os mapas, as questões do seu Eu Tenho sendo fusionadas com as questões iluminadas do seu Eu Penso e Eu Comunico e tudo isso significando muito trabalho, sem dúvida alguma.

Por outro lado, vimos que o Sol estará conjugado ao Saturno virginiano e em área de Comunicação, a Casa Três.  Saturno é bom regente de Capricórnio, que veremos imperando em sua Casa Sete, seu lugar de Encontro com seu Outro, de associações e enlaces e lá estará morando Júpiter, o deus dos deuses, benfeitor e justiceiro, em Capricórnio, e regendo suas áreas de trabalho e de associações, Caminhante, portanto bem protegendo, a meu ver, seu trabalho e suas associações de vida, como um todo.  E Saturno também rege sua Casa Oito pois que Capricórnio lhe traz sua entrada, portanto lhe trazendo questões de trabalhos relacionados aos seus bens pessoais e realizados através sua luz pessoal e sua correção, Caminhante, com seus bens compartilhados, com a riqueza bem concretizada do seu Outro que se aliança à você. 

Ainda dentro dessa ora comentada Casa Oito, lugar de bens compartilhados, encontraremos a Locomotiva do Trem da vida, o Nódulo Norte, a Cabeça do Dragão, sendo seguida por Quíron e por Netuno, todos em Aquário, signo comunitário e voltado para as questões mais futurísticas e holistas.  Urano, bom regente de todo este Aquário, encontra-se já em Casa Nove, lugar de ampla visão do mundo e da vida, lugar de expansão de comunicação e de conhecimentos, lugar de movimentação geográfica ampla.

Eu sempre penso que Netuno e Quíron podem trazer algumas vicissitudes, nos lugares onde se encontram.  Por isso mesmo, aconselho cautela em termos de bens compartilhados voltados para a comunicação ampla, para a expansão ampla do conhecimento, para a movimentação ampla, na vida.  Por outro lado, estas questões podem acontecer, sim - mesmo porque é Urano pisciano quem dá as cartas pois é o Motorneiro desse Trem da Vida, é a consciência mais ampliada e se encontra em lugar ilimitado de ação ideal de vida, expansionando-se inteiramente, isso é certo!  Portanto, alie cautela com desafio, coloque o para-quedas de forma correta e salte!

Gostaria também de dizer ainda duas questões: uma, a respeito da Lua taurina, no mapa do Sol, da Demi, da metade do seu aniversário, Caminhante; e outra, a respeito do fato de que ambos os mapas apontam para o fato de que os graus de entradas das Casas são finalizantes, são graus finalizantes, com exceção das Casas Seis e Doze e do Fundo do Céu e do Meio do Céu - e com exceção das Casas Três e Nove, com suas razões específicas.

Então, passemos a comentar essas duas situações:

No mapa da Demi, a metade do seu aniversário, Caminhante, com seu Sol encontrando o ponto exato em Oposição ao seu Sol natal - Sol em Virgem -, sua Lua encontra-se bem ao final do signo de Touro, grau final mesmo e em sua área de Casa Onze, lugar de atuação social, lugar de amigos, lugar de ação comunitária e grupal.  O interessante dessa situação é que também a Lua acompanha essas questões de graus finalizantes que aparecem em ambos os mapas - denotando conclusões de ciclos em várias de suas situações de vida, Caminhante!

Sua Lua em final de Touro aponta para questões finalizantes em sua área social e grupal e comunitária, sim, e isso acontece em seu Eu Sou e em seu Eu Tenho voltados para estas circunstâncias mais conclusivas de sua vida, sim... porém, por outro lado, a Casa Doze começará não em final de Touro - como acontece em graus finais nas demais Casas, com exceção da Casa Seis... -, mas sim sua área de real conclusão de ciclo começa em início do signo a seguir, signo de Gêmeos, marcando uma profusão plural e pluralizada de questões que levam você a trazer conclusões e ao mesmo tempo, marcando uma plural participação do seu Outro dentro dessas questões...  e tudo tendo que ser realizado dentro da maior harmonização de raízes entre você e seu Outro.

O que me parece acontecer, Caminhante, é que você sentirá algo como se fosse uma continuidade de situações, entende, quando você pensar que as conclusões estarão chegando, elas não estarão chegando porque terão suas continuidades junto à ação plural do seu Outro que estará se harmonizando, em suas raízes, junto a você.

Me passa pela cabeça as questões voltadas para canil e/ou gatil - que são inter-relações de trabalho e de ações plurais entre você e seu Outro e pressupõem um lugar de raízes que seja bem harmonizado entre você e seu Outro.  Mas é certo que outras questões poderão estar acontecendo, isso é certo: em se tratando do signo de Gêmeos, a pluralidade sempre acontece e as questões diferenciadas entre si, da mesma forma!

Na segunda situação, quanto à questão dos graus finalizantes das entradas de Casas para ambos os mapas - da Revolução Lunar mensal e da Demi, a metade do seu aniversário, pelo mapa do Sol:

Eu penso que você estará pronta, Caminhante, a trazer as conclusões de seus ciclos de vida vivenciados até então - não somente para a Amazônia como também para seu tempo de Fortaleza e outros lugares.  É um tempo de arrematação das questões do seu Eu Sou, do seu Eu Tenho, do seu Eu Penso, do seu Eu Enraízo em seus novos começos, de seu Eu Crio, de seu Eu Trabalho, de seu Nós Somos, de seu Nós Temos, de seu Nós Pensamos, de Suas Metas a serem concretizadas juntamente com as metas do seu Outro, tudo em novíssimos novos começos, do seu Nós Concretizamos, de seu Nós Atuamos Socialmente, e de novos começos de ações plurais para seu Outro e o trabalho do seu Outro de acordo com as conclusões que você deverá, pluralmente, trazer para sua vida!

Existem, portanto, questões que você estará voltada para as conclusões definitivas das mesmas: seu Eu Sou e seu Nós Somos; seu Eu Tenho e seu Nós Temos; seu Eu Penso, Movimento, Comunico, Troco e seu Nós Pensamos, Comunicamos, Movimentamos, Trocamos; seu Eu Crio e seu Nós Criamos.

Dentro dessas questões de conclusões mais definitivas, vamos separar as Casa Três e Nove.  E por que digo isso?  é porque dentro dessas áreas, em ambos os mapas, estaremos encontrando os famosos signos interceptados.  Como explicar essa situação?  São como signos que ficam adentrados em duas Casas opostas e complementares, que começam estas Casas por um signo - no caso, o final do Leão e do Aquário -, acolhem outros dois signos inteirinhos - no caso, Virgem e Peixes -, e depois dão entrada às Casas seguintes que o signo a seguir - no caso, Áries e Libra.

Então, sua área de Eu Penso começa em final do Leão, tem Virgem interceptada e depois, a Casa Quatro, suas raízes, vai começar em começo de Libra.  Sua área de Nós Pensamos começa em final do Aquário, tem Peixes interceptado e depois, a Casa Dez, suas metas de vida, vai começar em começo de Áries.

Sempre que existe uma interceptação de signos em Casas Astrológicas, é como se fosse um biombo que fica no meio de uma sala grande mas que não está colocado de boa maneira e aí então, a pessoa tem que saber como bem colocar esse biombo, entende?, possivelmente fazendo uma divisão de sala de forma a caber uma sala-de-estar e uma sala-de-jantar, por exemplo.  Enfim, na interceptação de signos, a gente tem que dar um bom jeito nas coisas, temos que agir objetivamente.

Portanto, existe uma ação de dar bom jeito às coisas que estará envolvendo você e seu Outro em sentido de trocas, de comunicação, de expansão de comunicação e de conhecimentos, de movimentação, etc. e tal.  Tudo isso será muito importante porque seu Sol e Saturno estarão envolvidos nessa interceptação - em seu Eu Penso -, e Urano pisciano estará também envolvido - em seu Nós Pensamos. 

Você terá que ter a boa noção da iluminação de seu pensamento pessoal, de sua comunicação pessoal, de seus conhecimentos pessoais e daquilo que você quer fazer acontecer em termos de boas associações e de bons bens compartilhados em termos de seu trabalho junto ao seu Outro, Caminhante.  E tudo isso de volta, de seu Outro para você.

Eu diria, portanto, que você terá que labutar mais e mais e mais e mais, em termos de suas ações de trocas e comunicações, Caminhante, tanto por seu lado quanto para o lado do seu Outro, naqueles tempos que estamos comentando, através o mapa de sua Lua em revolução mensal e do seu Sol fazendo a Demi, a metade do aniversário, a metade do seu ano em revolução solar.

E também é importante que digamos que tudo aquilo que se refere ao seu Eu Sou - que estará pluralizado em função do signo de Gêmeos no Ascendente - e tudo aquilo que se refere ao seu Nós Somos - que estará sendo expansionado através o signo de Sagitário que sempre quer ir mais e mais longe... -, tudo estará sendo coadjuvado, associado, aliado, ao trabalho plural do seu Outro junto a você (e que precisa tudo encontrar a boa harmonização de raízes) e ao seu trabalho expansionado e buscando por boas alianças entre você e seu Outro.

Trocando em miúdos:  seu Ascendente vem ao final do signo de Gêmeos, sendo que o começo desse signo tem seu início na Casa Doze, seu lugar de conclusões de ciclos que envolverá o trabalho plural do seu Outro junto a você (harmonizando você ao seu Outro e seu Outro a você, em termos de raízes e de estruturação necessária para você e para seu Outro); seu Descendente vem ao final do signo de Sagitário, sendo que o começo desse signo tem seu início na Casa Seis, seu lugar de trabalho e de cotidiano de vida e que está enlaçado ao seu Outro porque Júpiter, bom regente desse Sagitário e que se encontra em Casa Sete, lugar das alianças, e em Capricórnio, signo de tudo bem concretizado, de a a z.

Finalmente, vemos que, por causa dos signos interceptados que comentamos mais acima, ocupando seus lugares em Casas Três e Nove, lugares de expressão de comunicação pessoal e coletiva e social, encontraremos seu Fundo do Céu e Casa Quatro em Libra e seu Meio do Céu e Casa Dez em Áries.  Libra é signo de harmonização entre você e seu Outro e entre seu Outro e você e ocupa seu lugar de raízes entre você e seu Outro.  Áries é signo de novos começos, novos ciclos, novos novos novos novos, e ocupa o lugar das metas de vida a serem concretizadas por você e para seu Outro, ocupa o lugar de raízes.

O que vemos então?  Esses mapas lhe doam a necessidade de harmonização de raízes entre você e seu Outro e entre seu Outro e você, em mútuos acordos e enlaces.  Esses mapas lhe doam a oportunidade de novos valores serem adentrados em sua vida, novas metas a serem realizadas, novos ciclos a serem aberto.  E por isso mesmo, esses mapas apontam para o fato de que tudo isso tem que ser levado em conta e por isso mesmo, as harmonizações têm que acontecer, sem dúvida alguma!
......................

CONCLUINDO:  Eu penso, cara Caminhante, que o começo do segundo semestre já estará trazendo a você muita ação em sua vida - conforme descrevi mais acima.

Não sei dizer exatamente se essa movimentação se refere ao seu trabalho propriamente dito que você exerce hoje, na cadeira de secretária do gás... mas penso que certamente essa movimentação tem a ver com suas questões de raízes que você quer ver bem harmonizadas em suas intenções entre você e seu Outro e tem a ver com suas questões de seu livro sobre o seu empreendimento criativo e que vem trazendo você ao seu crescimento de vida, ao seu tempo de real maturidade em sua vida e abrindo você para seus novos ciclos de vida, assim eu penso.

A julgar pelo mapa de sua Demi - a metade do seu aniversário através o andamento do Sol e seu posicionamento no signo de Virgem e no exato grau (em oposição e complementariedade)  ao seu grau original, no dia 20 de setembro, literalmente... mas sempre começando de um a dois meses antes, em suas energias... -, eu diria que a partir do começo do segundo semestre de 2008, cara amiga das estrelas, você irá dar um real começo a uma movimentação muito grande em sua vida, acredite, no sentido de buscar novas metas de vida e para tanto, alcançar uma boa harmonização de raízes entre você e seu Outro, e tendo que enfrentar mudanças transformadoras em seus trabalhos e em suas associações de vida, e tendo que trazer várias conclusões de suas questões de vida e também trazer já novos começos de ciclos e trazer grande iluminação aliada a grande correção, em sua expressão de comunicação e troca e movimentação com o mundo, buscando por associações e bens compartilhados sendo realizados de maneira mais efetiva, mais concretizada, mais bem estruturada.

A questão da Demi, a metade do aniversário, é de preparar o Caminhante para ir tecendo sua vida de forma a poder adentrar a próxima revolução solar de maneira bem mais consciente, entende?

Em seu caso, Caminhante, como já vimos em nosso último trabalho enviado a você, comentando mais profundamente a respeito da revolução solar do seu próximo ano de 2009, seu Sol juntamente com Urano em Peixes (que vem se aproximando, em trânsito, para realizar esta Conjunção no ano de  2010...), estarão ambos em Casa Cinco, lugar de criações e de empreendimentos, e possivelmente dentro de um local de situação muito voltada para bem acolher estas questões criativas e empreendedoras entre você e seu Outro!

Portanto, eu vejo sua Demi lhe preparando para tanto, entende, fazendo você acordar de uma certa sonolência de passo de espera - mesmo que eu saiba que você não está sonolenta e sim bem acordada... -, acordando você para enfrentar os medos dos desafios de saltar no escuro e de fazer os novos começos, entende?  Sempre o momento do corte é um momento radical e portanto, difícil, nada fácil de ser enfrentado... é assim sempre que acontece quando o Caminhante se propõe a sair dos seus Vagões do seu Trem da Vida e de adentrar a Locomotiva: é um corte radical, epistemológico, sem dúvida alguma.  Porém, o que leva o Caminhante a realizar este corte, este Revirão de Vida, é a ampliação de sua consciência - mesmo que esta questão ainda não lhe esteja plenamente objetivada em sua consciência!
.......................................

Eu gostaria que você desse uma olhadinha nos mapas, os mapas que vim comentando mais acima:

Ao lado, encontre seu mapa de Revolução Lunar, para 02 de setembro.

Você verá que o mapa da Revolução Lunar acontece para 2 de setembro, enquanto o mapa para a Demi do seu Sol, em metade de aniversário, acontece em 20 de setembro.  E, como vimos antes, são mapas praticamente idênticos em várias situações - penso que A Lua taurina é o diferencial maior, realmente, no mapa da Demi.  No mapa da Revolução Lunar, é claro que sua Lua fica em seu grau original, 08 de Libra.

Bem, segundo minha prática e minha experiência de trabalho em mapas de revoluções lunares ou em andamento do sol ou em revoluções solares, etc., normalmente, as coisas começam a acontecer um tantinho de tempo antes, entende, a gente já começa a sentir que a energia mudou - de uma revolução lunar para outra, por exemplo -, já cerca de quinze dias antes, bem como  com as questões do andamento do Sol.  Em termos de revolução solar propriamente dita, a gente já começa a sentir as mudanças de energia de três a quatro meses antes!  E em se tratando do mapa da Demi, da metade do aniversário, leve em conta que você estará sentindo este mapa também cerca de 45 dias a um mês antes dele estar acontecendo, sem dúvida alguma!

Então, leve em conta que estas questões que viemos comentando mais acima poderão estar já coçando em você ainda durante o mês de julho ou certamente já dentro do mês de agosto, entende, mas que provavelmente estarão sendo ativadas de maneira mais intensamente concreta ao longo do mês de setembro.

Mas veja também que existe um bom hiato de tempo entre ambos os mapas comentados, o da Lua começaria literalmente em 02 de setembro, e o do Sol, literalmente, em 20 de setembro.... e teremos um novo retorno da Lua, uma nova revolução Lunar, já em 29 de setembro, mudando novamente a energia em termos de Lua, percebe?

 Veja ao lado, seu mapa para o andamento do seu Sol fazendo sua Demi, a metade do seu aniversário, em 20 de setembro.

Eu gostaria de enfatizar o fato de que não é muito freqüente a gente ter essa coincidência de dois mapas tão semelhantes em quase todos os arquétipos dentro de um mesmo tema mensal, entende?  E é por esta razão que eu trouxe à baila essas questões.  Se você bem prestar atenção, a única diferença é o posicionamento da Lua: para a Revolução Lunar, é claro que ela possui seu mesmo grau original e se situa em Casa Quatro.  E para o andamento do Sol, na Demi, ela fica em final de Touro e em Casa Onze.  Portanto, a Lua indica que questões do seu Eu Sou e de Seu Eu Tenho estarão sendo entrelaçadas em questões de harmonização de raízes entre você e seu Outro e em questões de ações sociais e grupais e comunitárias junto ao seu Outro e às criações do seu Outro e aos empreendimentos do seu Outro.

Eu, pessoalmente, se estivesse assim numa situação como a sua - em compasso de espera, aguardando o sinal dos céus em relação aos novos movimentos de novos ciclos de sua vida, encerrando ciclos anteriores, estaria adorando podendo olhar, como previsão antecipadora de ação de vida, esses dois mapas: um, para o começo de setembro mas já dizendo a que vem desde o miolo de agosto, não duvide disso; e o outro, para já quase o final de setembro, ainda antes do começo da primavera, para ser vivenciado ao longo do mês de setembro e ainda tendo sua boa energia para adentrar um tantinho do mês de outubro, e certamente - por ser a Demi -, lançando suas sementes mais adiante, para os meses seguintes até você formalizar sua próxima revolução solar, em março de 2009.

E depois, siga meus comentários seguintes, já tratando da Revolução Lunar acontecendo a 29 de setembro!
Bem, ao longo do mês de setembro, penso que sua vida estará, de forma mais objetiva,  passando por algumas das questões acima comentadas subjetivamente, pelo entrelaçamento da Revolução Lunar com a Demi.

No entanto, ainda dentro dos acontecimentos setembrinos, é certo que a Revolução Lunar seguinte estará também se fazendo sentir, disso você não duvide.

E quais seriam as circunstâncias trazidas por esse novo mapa?

O que me chama atenção, fundamentalmente, nesse novo mapa de Revolução Lunar, é o fato de ser Lua Nova - portanto, um novo ciclo que se inicia - com o Sol a 06 de Libra e com sua Lua a 08 de Libra: Lua Nova para ninguém botar defeito!

E também esse mapa aponta para que esse encontro de Sol e Lua, no signo de Libra, aconteça em sua área de grupos, de ação comunitária, de amigos, de atuação social - bem como a área de criação e de empreendimentos do seu Outro - a Casa Onze, lugar de atuação planetária e dentro de um signo que trata de enlaces, acordos, associações e da busca da harmonização no encontro entre você e seu Outro e entre seu Outro e você.  Essas questões são fusionadas ao seu mapa astral natal dentro de sua área de Casa Sete, lugar natural de Libra, onde se encontra sua Lua, seu lugar de associações, acordos, encontros, casamento, enlaces, etc. e também no signo já voltado para dar entrada à Casa Oito, seu lugar de bens compartilhados.  Tudo isso é retratado dentro de sua área de atuação social nesta nova revolução lunar.  Tudo isso fala de você atuando comunitariamente e também fala de seu Outro atuando de forma criativa e empreendedora e com grande gana de fazer atuar seu trabalho, do seu Outro, junto a você, Caminhante, numa boa e plural, eu diria, harmonização de criações suas aliadas as do seu Outro.

Eu penso que a aliança de trabalhos entre você e seu Outro poderá estar atrelada a transformações pessoais, para você em seu Eu Sou e também em seu Eu Tenho, este último buscando em você um compromissamento bastante intenso entre você e seu Outro e entre as questões associativas de trabalhos entre você e seu Outro. 

De alguma forma, penso que você poderá estar realizando movimentações intensas em sua vida, Caminhante, não sei dizer se por viagens ou se por meios de comunicação que nem sempre estarão muito disponíveis para funcionar bem... mas tudo poderá ser contornado.

Penso também que existe a possibilidade de um redesenhamento de suas raízes de vida, naquele período.

Algumas Palavras sobre outros meses, Caminhante,
Aliando os mapas do andamento do Sol com as Revoluções Lunares

Bem, Caminhante, vamos dar uma olhadinha nesses tempos de agora e também nos mapas que você estará formando proximamente, já no mês de junho e que já poderão estar sendo sentidos em suas energias, desde agora:

O mapa para 12 de junho, com a revolução lunar, é bem semelhante ao seu mapa astral natal, Caminhante, em termos de entradas de Casas astrológicas.  Isso faz com que você esteja já sentindo bem parecida com você mesma, entende, e os fatos a acontecerem - sejam positivos ou negativos - serão fatos bem parecidos com você, nesse seu momento de vida, percebe?  Sua Lua libriana estará no grau original e no lugar original, ou seja, em Casa Sete, seu lugar de Encontro com seu Outro, e já pronta para estar sempre também associadamente voltada para os bens compartilhados entre você e seu Outro.  E esta Lua rege, como você bem sabe, sua área de identidade pessoal, de amores, de namoros e casamentos, de criações e empreendimentos pessoais seus e que você tanto gosta de compartilhar com seu Outro.    Seu Sol está em Casa Três, junto com Vênus e Mercúrio e tudo em Gêmeos, signo bem pluralizado e você estará trazendo muita iluminação dentro de sua área de comunicação e tudo isso iluminando sua área de trabalho e de cotidiano de vida.

No entanto, em área de trabalho, também encontraremos Saturno, já em Virgem, o correto signo do Zodíaco, e este Saturno rege grande parte de sua Casa Dez, acolhendo Plutão e Júpiter neste signo, e dá entrada à sua Casa Onze, seu lugar de atuação social, tudo isso em Capricórnio, signo estruturador e concretizador de trabalho também em empresas publicas.

Saturno virginiano em Casa Seis traz responsabilidades, sim, e algumas preocupações sim, porém o signo de Leão em sua Casa Seis, em sua entrada, aponta para sua luz intensa, Caminhante, e pessoalmente voltada para a comunicação em todas as formas possíveis que estas possam acontecer.  Portanto, existe preocupação mas existe iluminação e muita disposição para a comunicação.

Porém, eu diria que Plutão em Casa Dez, acionado por este Saturno que rege o Capricórnio, está meio que desconfortável, entende, possivelmente tendo que trazer transformações profissionais para você - mesmo que Júpiter capricorniano possa lhe estar trazendo sua proteção dentro dessas transformações, entende?  De qualquer forma, existe a estruturação social capricorniana que merecerá sua atenção, porquanto seu grupo estará sendo investigado e Plutão diz claramente que as coisas vão mudar.

E também eu diria que o Ascendente pisciano regido por um Netuno na entrada de Casa Doze - a área das conclusões - poderá estar acenando para você que o tempo das conclusões está chegando.  De qualquer forma, a presença de Quíron e do Nodo Norte em Casa Onze, quase Doze, anuncia que, para seu grupo, haverá dor e desfazimentos e revirões de trabalhos, sim, sem dúvida alguma... o que, para você, também não será uma situação confortável pois Urano em Casa Doze pode trazer conclusões repentinas, inesperadas, cortes radicais.

E também o signo de Áries ocupando grande parte da Casa Um, do seu Eu Sou, e dando entrada à Casa Dois, do seu Eu Tenho, já está lhe trazendo o tom de novos começos, entende, pois que o Ascendente pisciano anuncia conclusões e gestações dos novos começos que são acionados por Áries.  E como já lhe disse mais acima, Marte leonino traz sua luz histriônica e iluminada, e neste mapa, Caminhante, aponta para sua Casa Cinco, junto aos Vagões do Trem da Vida, lhe dizendo que você tem ação iluminada de criação e de empreendimentos, como sua carta no bolso, como sua bagagem maior, para esta vida, sem medo de ser feliz.

De qualquer forma, é um mapa não tão relaxed, bem ao contrário.

Em continuidade, veremos que o andamento do Sol trará o mesmo grau, dentro do signo de Gêmeos, no dia 18 de junho.

Bem, Caminhante, eu diria que este mapa aponta para conclusões acontecendo em sua vida, sim, cara amiga das estrelas.  São conclusões advindas de um tempo, de um ciclo que está bem prestes a alcançar seu ápice - porque a Lua está quase Cheia, faltando apenas poucas horas para estar em seu plenilúnio: Lua em Casa Seis, lugar do trabalho e do cotidiano de vida, em Sagitário, e em Oposição ao Sol geminiano de Casa Doze, lugar das conclusões.


E a Lua quase cheia vem em Conjunção ao Plutão, sempre metamorfoseador e regenerador, avisando que as questões de Trabalho e de Cotidiano de Vida e de sua identidade pessoal e de suas criações e de seus empreendimentos (porque rege a Casa Cinco) estarão passando por um tempo de grandes transformações, sem dúvida alguma.  Também não podemos nos esquecer que a Lua rege o Ascendente e o Eu Sou deste mapa, portanto, sua atuação dentro do Trabalho transformativo e sua Oposição ao Sol de Casa Doze - mesmo que em Lua quase Cheia, anuncia transformações em sua vida de trabalho e de cotidiano, sim, Caminhante.

Porém, Sagitário, onde Lua e Plutão se encontram, este último em movimento de retrogradação, são regidos por Júpiter capricorniano que se encontra em lugar de encontro com seu Outro, de associações com seu Outro, de contratos e acordos bem instaurados com o seu Outro, entende?  Tudo isso é bem regido por Saturno virginiano, sempre correto, que está morando em sua área de bens pessoais e já querendo se aproximar à sua área de trocas e de comunicação e de movimentação de trabalho e de cotidiano de vida.

Não exatamente esse mapa anuncia que você estará sendo  ‘saída’ de seu trabalho, Caminhante, mas certamente anuncia que o ‘gato está subindo no telhado’... conhece esta frase... que quer significar: apronte-se para qualquer possibilidade de infortúnio a-vir-a-ser, entende?

Seu Sol em Casa Doze está concluindo suas questões, está mais distanciado, entende, e Vênus em comecinho de Câncer diz que é tempo de tomar um novo rumo no navio, de içar a bandeira para pegar um novo vento.  Mas tudo isso está em Casa Doze, percebe?  A Casa Doze é lugar de distanciamento, é lugar de não-visibilidade plena.  E a questão é: seu Sol rege a Casa Dois, lugar de bens pessoais.

Pois bem: ou você vai estar ‘na moita’ e esperar o vendaval passar - porque sua Casa Seis está debaixo de um tornado, eu diria, sua área de trabalho -, e você estará se resguardando pessoalmente em termos financeiros para não fazer muita marola...  ou você poderá estar também sob investigação, entende? Portanto, tenha bom cuidado em relação a isso, cara amiga das estrelas.  Como você mesma disse: você é idônea e não tem o que esconder, portanto, não tema.

Esse mapa também traz aquela xaropada de Quíron e Netuno e Nodo Norte em Casa Oito, lugar de riqueza do seu Outro, de bens compartilhados... e não confio nem em Quíron e muito menos ainda em Netuno, nessa área, entende, porque dores e desfazimentos financeiros coletivos podem acontecer, revirando a vida ao contrário.  Por outro lado, vemos que Marte continua esfuziantemente em Leão e em Casa Dois faz com que você, mesmo na moita, teça seus novos rumos de vida, suas novas metas de vida, sem medo de ser feliz e contente por ter muita luz em seus talentos de vida para poder acionar sua vida financeira - mesmo que as pernas tremam..., você está bem na fita, eu diria.

Por outro lado, nem sempre Quíron e Netuno e Nodo Norte em Casa Oito precisam significar dores e perdas, nem sempre.  Se forem ganhos, abra seus olhos para que estes ganhos não sejam estruturados em ideais utópicos demais da conta, sim?

De qualquer forma, eu diria que seu Sol, mesmo que ‘na moita’, em Casa Doze, estará atuantemente atuando sua vida, mexendo seus pauzinhos de ação de vida, não tenho a menor duvida sobre isso, fundamentalmente em termos de trabalho e de  acordos e contratos e de questões financeiras pessoais.

Eu penso que para o mês de julho, as coisas continuariam mais ou menos como descrevemos para o mês de junho - por um lado, você estaria continuando ‘na moita’, segundo o mapa da revolução lunar, para o dia 09 de julho; mas por outro lado, vejo você acionando contratos e acordos, para o mapa do andamento do sol, para 19 de julho.  Neste último mapa, vejo que as coisas podem estar um tanto transformadas, dentro do trabalho do seu Outro - e preste atenção para que coisas ocultadas de você não estejam acontecendo de forma oculta à sua ciência, okey?

De qualquer forma, ambos os mapas apontam para renovações em seu chão.

Para agosto, sua revolução lunar vai confirmando as questões que disse mais acima sobre o andamento do seu sol em julho - ou seja, preste atenção ainda, okey?  Em termos do andamento do seu sol, eu diria  que o final de julho e começo de agosto podem trazer redesenhamentos em seu cotidiano de vida e de trabalho mas as coisas ficarão bem mais claras e óbvias mais para o miolo do mês de agosto, quando você estará com muita luz em sua comunicação e ação de movimentação e trocas e voltada para botar os pontos nos iii em seus acordos e contratos que você quer que sejam bem concretizados. 

Neste mapa do andamento do Sol, fica bem claro que você está realizando um revirão imenso em suas metas de vida e que tudo isso vai representar novos valores a serem atuados por você, novos grupos, novos amigos, novas atuações sociais.  E portanto, existe o desejo de ação bem harmonizada em termos de raízes entre você e seu Outro.

Bem, sobre Setembro, já conversamos mais lá atrás.

Eu penso que você deverá trazer reais novos começos à sua vida a partir do mês de outubro.  Ou, pelo menos, você estará tendendo a ficar mais tranqüila, eu diria, com as coisas tomando um rumo mais claro e objetivado.

Seu Sol libriano estará em Casa Dez, lugar de metas a serem alcançadas e que possam acontecer dentro de bens compartilhadamente iluminados entre você e seu Outro - dentro do mapa do andamento do Sol.  E sua Lua, mesmo que fazendo um Quadrado de Lua Crescente, buscando o apogeu do ciclo na Lua Cheia, está em área de acordos e contratos.

Eu diria para você ter algum bom cuidado em relação a questões financeiras pessoais, entende, porque, possivelmente, você estará tendo que cuidar de questões como movimentação e comunicação de forma que novas questões de raízes possam acontecer para você, tanto pessoalmente quanto socialmente e grupalmente, eu diria.  Você estará apostando fichas altas mas estará apostando com os pés bem fincados no chão, eu diria.

Em termos da revolução lunar para outubro, dia 26, o Ascendente em Áries aponta para você seus novos começos, entende, e gosto muitíssimo do lugar onde seu Sol estará atuando, em Casa Sete e ao lado de Marte, sua ação direta e incisiva que adora estar em Escorpião pois que vai direto na veia das outras pessoas!

Este mapa é inteiramente renovador em sua vida, Caminhante, e é um mapa que aponta que as coisas estarão todas em seus lugares próprios... mesmo que tudo esteja ainda possivelmente fora de lugar... mas seu desejo é voltado para que as coisas fiquem todas em seus lugares próprios e sua luta será nesse sentido, entende?

Eu diria que amigos estarão rodeando sua vida e você estará cheia de luz e de poder para poder acionar seu Outro dentro da pluralidade de trabalhos e de lugares de trabalhos e de vida do cotidiano que você quer fazer realizar - tudo com muito compromissamente e seriedade, não duvide disso!

Eu diria que todas essas questões comentadas para seu outubro permanecem quase que inalteráveis para seu mês de novembro

Quando chegar o mês de dezembro, Caminhante, eu penso que você terá três ações muito definidas - ditadas por seus mapas de andamento do Sol e de revolução lunar:  você estará atuando intensamente as transformações do seu Eu Sou em relação, fundamentalmente, ao seu Eu Tenho.  E você estará atuando intensamente suas questões de Eu Enraízo.

Eu penso que o mês de dezembro estará trazendo a você uma nova Caminhante, é bem isso que eu penso.


JANEIRO DE 2009

Caminhante: a vida vai recomeçar!

No mapa da revolução lunar, para 16 de janeiro, veremos que você vai estar inteiramente disposta a realizar seus novos começos.

No mapa do andamento do Sol, para 17 de janeiro, veremos que você está inteiramente disposta a trazer o Revirão de sua Vida, em seu Eu Sou e por isso mesmo, fazendo tudo em sua vida acontecer dentro desse Revirão.  Esse mapa é praticamente igual ao seu mapa astral natal, em termos de entradas de Casas astrológicas, e por isso mesmo, aponta para um momento de sua vida extremamente parecido com você mesma, entende?


São mapas muito legais - porém muito intensos, muito intensos, muito intensos, muito intensos.  Florais serão necessários para você poder ficar bem pianinho e fazer tudo direitinho.  Você merece.

PARA FEVEREIRO DE 2009

Cara amiga das estrelas, eu jogo meu diploma de astrologia fora - não o tenho.... - se você não estiver fazendo o melhor de sua vida em fevereiro de 2009!

Veja que o mapa da revolução lunar, mais acima, aponta para você estar trazendo consigo suas criações e seus empreendimentos e que está pronta a se harmonizar inteiramente com seu Outro e assim trazer seus novos começos em trabalhos e em acordos profissionais e pessoais.
Porém, o que me chama atenção, fundamentalmente, cara amiga das estrelas, é o mapa do andamento do Sol para fevereiro - que é igualzinho, em termos de entradas das Casas Astrológicas, ao seu mapa de revolução solar para 2009!  Céus, que legal!  Isso pode significar que você já estará atuando sua vida ditada pela revolução solar 2009 exatamente dentro do mês de fevereiro de 2009, sem tirar nem por!  Que legal!

Seu mapa de andamento do Sol para Fevereiro de 2009

Eu fico muito feliz que isso possa acontecer em sua vida, realmente.

Mas veja, tenha bons cuidados com sua vida financeira pessoal, okey? E com os lugares onde você estará se enraizando tanto pessoalmente quanto profissionalmente e faça boas escolhas em seus novos começos de vida e atente para sua responsabilidade grupal e comunitária, okey?

Sua Revolução Solar para 2009

Compare, então, o mapa da revolução solar com o mapa do andamento do Sol que aparece mais acima: são idênticos em termos de Entradas de Casas Astrológicas!  Isso significa que você estará realizando questões muito definitivas dentro de seus doze cenários de vida já desde o mês de fevereiro, cara amiga das estrelas!  Parabéns.


E veja abaixo, sua revolução lunar para o mês de março de 2009, ainda anterior ao dia do seu aniversário:

É um mapa que começa com o Ascendente em Áries, os novos começos.  Atente para o fato, Caminhante, que alguns de seus mapas acima comentados - tanto em revoluções lunares como em andamento do Sol - apresentarem Ascendente em Áries, nos meses mais recentes, não é verdade?  acho que isso indica seus tempos de renascimento real, de aprontamento para as novas realizações suas, para suas novas realidades de vida.

Agora, nesse mapa, Caminhante, seu Sol aliado a Urano pisciano, ambos estão em Casa Doze, com o Sol regendo a iluminada Casa Cinco, seu lugar de criação e de empreendimentos e de filhos (gatos e cachorros também fazem a cena), e com Urano regendo a Casa Onze, da criação e dos empreendimentos do seu Outro e de sua atuação social e grupal - aliás, que estará a mil por hora!  E ainda temos o Trem da Vida ratificando todas essas questões.
Porém, eu diria que sempre que se fala em Casa Doze, a gente tem que tomar algumas precauções.  Quando se trata de teatro, de tv, de arte e de espírito e de religiosidade, a Casa Doze é super dez.  quando se trata de lugares de retiro, lugares mais distanciados do mundo, a Casa Doze é super dez.  mas a Casa Doze pode ser chata, realmente, se não acontecerem estas questões.

O que eu acho interessante, Caminhante, é que não vejo doença ou quaisquer outras chaturas, bem ao contrário, acho que você estará super bem obrigada.  Porém, chama atenção o fato de que em Fevereiro, sua revolução lunar estava tão grudada à sua nova vida!  então, me questiono se esse mapa, em seguimento, acima, aponta para sua nova vida de ação e de trabalho junto ao seu Outro ou se esse mapa aponta para você dar um tempo e descansar?!?!

Não sei dizer.  Mas sei que o melhor ainda está por vir.  Aguarde.
Um abraço estrelado,
Janine Milward
Seu Livro de Vida Personalizado




Em seguimento, encontre os Títulos/Temas constantes em seus 22 Capítulos/Volumes
de Seu Livro de Vida :


SEU LIVRO DE VIDA
Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Obra em 22 Capítulos apresentados em 22 Volumes


Primeiro Tomo
Fundamentando Seu Livro de Vida
Capítulos de 1 a 6

Capítulo 1
O RISCO DO BORDADO
Apresentação da Obra Seu Livro de Vida, em 22 Capítulos
Alguns Conceitos Fundamentais acerca a Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Sobre o Trabalho dentro da Consultoria Astrológica e sobre as Ferramentas de Trabalho
Exemplo Prático de Escrita de SEU LIVRO DE VIDA, em sua íntegra


Capítulo 2
O CÉU ESTRELADO
Astronomia e Astrologia
suas Semelhanças e suas Diferenças
SIMULTANEIDADE E SINCRONICIDADE
Arquétipo, Linguagem, Inconscientes Pessoal e Coletivo,
Conscientes Pessoal e Coletivo, Imagens, Mitos e Símbolos
ESCLARECENDO ALGUMAS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS:
Uma conversa entre Caminhantes Estudiosos de Astronomia e de Astrologia e Janine,
em Zigurate moderno, o Sítio das Estrelas
Textos  vários sobre Cosmologia, Astronomia e Mecânica Celeste

Capítulo 3
A MANDALA ASTROLÓGICA
A representação da Terra - através o momento do evento em suas Latitude e Longitude - acolhendo todo o Risco do Bordado: Casas Astrológicas, Signos, Luminares, Planetas, Planetóides e Pontos
SIMULTANEIDADE E SINCRONICIDADE
Inconscientes Coletivo e Pessoal e Consciente: Arquétipo, Linguagem, Mitos e Símbolos
Os Primórdios da Compreensão sobre o Risco do Bordado acolhendo seu Baile dos Arquétipos

Capítulo 4
CASAS ASTROLÓGICAS, SIGNOS, LUMINARES, PLANETAS, PLANETÓIDES
No Grande Teatro da Vida, Cenários, Textos, Atores e Atrizes

Capítulo 5
ELEMENTOS, QUALIDADES E GÊNEROS
Fogo, Terra, Ar e Água - Começo, Meio e Fim - Yang e Yin

Capítulo 6
OS ASPECTOS
O Grande Baile dos Arquétipos em suas interações mais harmoniosas ou menos harmoniosas


Segundo Tomo
Desenvolvendo Seu Livro de Vida
Capítulos de 7 a 17

Capítulo 7
OS TRÂNSITOS
Redesenhamentos sendo acrescentados ao desenho primordial
de nosso Risco do Bordado e seu Baile de Arquétipos, em nossa vida

Capítulo 8
REVOLUÇÕES SOLARES E LUNARES
Redesenhamentos sendo acrescentados à nossa Vida
Em Ciclos Anuais e Mensais

Capítulo 9
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte I
 As Fases da Lua e as Meditações de Lua Nova e de Lua Cheia
OS OITO TIPOS DE PERSONALIDADE
Luas da Alma, Ninhadas da Alma, Intenções da Alma
A PARTE DA FORTUNA, O PONTO DE ILUMINAÇÃO E A PARTE DO ESPÍRITO
 Os Eclipses Solares e Lunares

Capítulo 10
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte II
O TREM DA VIDA
O DRAGÃO DOS CÉUS, CABEÇA E CAUDA - OS NÓDULOS LUNARES
Quem somos, de onde viemos e para onde vamos
Os Conceitos Fundamentais sobre a Astrologia da Alma

Capítulo 11
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte III
O TREM DA VIDA
DRAGÃO DOS CÉUS -  NÓDULOS LUNARES
E SEUS CICLOS
Quem somos, de onde viemos e para onde vamos
Os Conceitos Fundamentais sobre a Astrologia da Alma

Capítulo 12
URANO E SEUS CICLOS
O Despertador da Consciência mais Ampliada que redesenha nossa vida a partir de cortes guilhotinais e inesperados.  A Revelação do Desejo de Encarnação, da Alma.

Capítulo 13
SATURNO E SEUS CICLOS
O Senhor do Tempo, do Umbral e do Karma

Capítulo 14
QUÍRON E SEUS CICLOS
O Curador Ferido e Mestre dos mestres

Capítulo 15
JÚPITER E SEUS CICLOS
O Dharma, o Deus dos Deuses e dos Homens, Benfeitor e Justiceiro

Capítulo 16
NETUNO E PLUTÃO E SEUS CICLOS
A Transcendência
 e a Metamorfose e Regeneração

Capítulo 17
A PROGRESSÃO
A eterna mutação acontecendo no Risco do Bordado,
trazendo os redesenhamentos em nosso Grande Teatro da Vida


Terceiro Tomo
Concluindo Seu Livro de Vida
Capítulos de 18 a 21

Capítulo 18
SINASTRIA E MAPA COMPOSTO
Compreensão mais Aprofundada acerca os Inter-Relacionamentos entre os Seres

Capítulo 19
ESTRELAS E CONSTELAÇÕES (FIXAS)  PROTETORAS
A Interação entre Astronomia e Astrologia
 através a Efetiva Vivência dos Mitos e Símbolos apreendidos através as luzes do céu noturno,
ao longo dos 360 graus da Mandala Astrológica

Capítulo 20
SÍMBOLOS SABIANOS
360 graus da Mandala Astrológica traduzidos em Verdades Universais

Capítulo 21
ARQUEOLOGIA DA ALMA
O Processo de Auto-Cura e de Aprofundamento do Auto-Conhecimento
 através a Expansão da Mente


Epílogo
Capítulo 22
A ESTRELA DE BELÉM
Minha contribuição pessoal para este Tema tão polêmico
Viajantes das Estrelas - fusão entre espiritualidade, astronomia e astrologia
Descrição Detalhada dos 22 Capítulos/Temas/Volumes constantes em Seu Livro de Vida



Quem Escreve SEU LIVRO DE VIDA:


Janine Milward nasceu em Nova Friburgo, RJ, num vale rodeado por belas e altas montanhas, no inverno do hemisfério sul, em 1950.

Já no Rio de Janeiro, enveredou através a Psicologia (infelizmente não concluída) e fundamentalmente, através a Psicanálise como trampolim para melhor entender a psiquê dos homens... quando conheceu mais de perto a Astrologia, estudando autodidatamente e tornando-se então, conselheira astrológica e professora dessa ciência.

Nesse meio tempo, também enveredou pela espiritualidade do Tao primordial, através a espiritualidade e os ensinamentos de Lao Tsé, o Mestre, transcrevendo as aulas gravadas por Wu Jyh Cherng.

Mais tarde, já em Petrópolis e depois, em Sapucaia, passou a intensificar seus estudos de astronomia, mecânica celeste e cosmologia bem como do Tao Primordial, escrevendo sobre o I Ching, o Livro das Mutações, e o Tao Te Ching, o Livro do Caminho e da Virtude.

Em 1998, Janine construiu suas raízes no Sitio das Estrelas. Nesse lugar, encontrou-se com o Tantra primordial através a espiritualidade e os ensinamentos de Srii Srii Anandamurti, O Mestre.

O Sítio das Estrelas é um Ashram, com Janine como Guardiã, e onde mora e trabalha e abre a porteira para receber os Caminhantes que desejam usufruir dos Retiros Espirituais e Encontros sobre os Temas acima mencionados e dos Trabalhos e Vivências em Espiritualidade e Prática na Meditação e em Imersão no Auto-Conhecimento.

Namaskar! Eu saúdo você com minha mente e com meu coração!

Saiba mais sobre os Trabalhos de Janine Milward 
acessando sua Página Principal:

http://paginadajanine.blogspot.com.br/






Com um abraço estrelado,
Janine Milward
Seu Livro de Vida
Compêndio sobre Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento,
Em 22 Capítulos/Volumes
© 2008 Janine Milward


Namaskar!
Eu saúdo você com minha mente e com meu coração!